RAINHA

RAINHA

MENU

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

TESTEMUNHO DA PEREGRINA ALINE DE UBERLÂNDIA

TESTEMUNHO
Sou peregrina do Santuário das Aparições de Jacareí desde dia 8 de dezembro de 2007, desde que coloquei os pés nesse bendito lugar, eu acolhi de todo meu coração as mensagens da Mãe de Deus que nos vem chamar a uma conversão sincera e verdadeira, para nos salvar. E desde que comecei a peregrinar em Jacareí fui tendo o gosto pela oração do santo rosário, o que foi o primeiro fruto dessas aparições na minha vida.
Em setembro de 2011, comecei a sofrer uma enfermidade misteriosa, pois sentia febres altas e dores no corpo constantes. Fui ao medico, fiz exames e apresentei baixo numero de leucócitos e neutrófilos (células responsáveis pela nossa defesa). Pelos exames não tinha sintomas de infecções comuns como dores de garganta, de ouvido ou alguma virose, o que tornou meu caso sem diagnósticos para tratamento.
Segui as orientações dos médicos fazendo repouso e tomando analgésicos, mas os dias passavam, minhas febres continuavam e meus exames mostravam resultados cada vez piores. Só me restava confiar em Nossa Senhora e rezar. Tomava com muita fé a água benta da fonte de Nossa Senhora e passava no corpo a água da fonte de São José. Também contei com as orações do meu querido Marcos Tadeu e de toda minha família e amigos que rezavam por mim.
Quando já estava passando quase quinze dias dessa forma, já estava perdendo minhas forças, sentindo fortes dores no corpo, nos ossos e febre alta. Nos exames ainda constava que os leucócitos estavam muito abaixo do mínimo, minha médica preocupou e começou a fazer um pedido imediato de um mielograma, o que mais tarde fui descobrir que era um exame para verificar diagnóstico de leucemia.
Teria que ficar internada no hospital isolada de outros pacientes para não correr risco de outras infecções. Enquanto a medica foi verificar os quartos disponíveis, minha mãe sentindo no coração que estava gravemente doente, ela suplicou a Deus, à Nossa Senhora, aos santos e aos anjos para nos socorrer a nosso favor. E pela providência de Nossa Senhora não havia quartos disponíveis no hospital por estar lotado e assim o exame foi adiado.
Assim que voltamos para casa já estava muito mal... foram as piores fraquezas que já senti na minha vida e assim fiquei na sala tentando melhorar... Recebi uma visita muito especial... Era Imagem Peregrina de Nossa Senhora Rainha e Mensageira da Paz, Nossa Senhora me visitou... Ela estava tão viva, tão presente comigo nessa imagem que ao passar cerca de três minutos Ela me CUROU... eu vomitei o mal da doença... Nossa Senhora me libertou imediatamente. Nossa Senhora transformou o meu quadro de muitos sofrimentos em grandes alegrias. E logo fui melhorando a febre e as fraquezas. No dia seguinte, fiz outro hemograma e foi a primeira vez que tive resultados melhores e logo depois de dois dias as células de defesa superaram o mínimo. Eu não tinha mais nada. Fiquei tão sadia que da minha casa me tornei a mais saudável.
Percebi que Nossa Senhora me curou muito mais espiritualmente do que fisicamente. Me deu mais sede de amar, de rezar mais. As lindas orações, palestras e filmes do Santuário me ajudaram muito a perder o gosto pelas coisas do mundo que só me levaria à perdição e ter o amor pelas coisas do Céu.
Eu sou muitíssima agradecida por toda minha vida a Nossa Senhora, a São José, a Santa Luzia ao Arcanjo São Rafael que sempre acompanham a Imagem Peregrina que me curou e me transformou... também pelas graças recebidas através da água benta. Agradeço também de todo o coração a você querido Marcos Tadeu, pelas suas orações, por ter dado seu sim a Nossa Senhora, a sua vida e dar a conhecer ao mundo as mensagens e levar todos nós a esse amor a Santíssima Virgem Maria.
Termino meu testemunho agradecendo as palavras inesquecíveis de amor de Nossa Senhora a todos nós: “Eu vos escolhi um por um para estardes Aqui. Eu vos amei antes que vós Me amásseis. Eu vos escolhi porque vos amo com todo o Meu Coração e vós sois aqueles filhos que Eu mais desejo salvar.” 08/12/13 Jacareí- SP Brasil.

Aline Fernandes Ferreira.
Uberlândia -MG

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

JACAREÍ 6 DE JANEIRO DE 2018

(Maria Santíssima): "Queridos filhos, hoje, agradeço a todos vocês por todas as orações, sobretudo, pelo Cerco de Jericó que estão fazendo. Obrigada por Me ajudarem a salvar as almas. Continuem rezando o Rosário todos os dias e todas as Orações que Eu lhes dei Aqui.

De novo repito: um só Cenáculo que o Meu filho Marcos faz, vale mais do que 10 dias de jejum a pão e água, rezando sem cessar. Se as pessoas não melhoram, não progridem, a culpa é delas, e não do Meu filho Marcos.
Verdadeiramente, se houvessem Cenáculos como esses que ele faz, em todas as partes do Mundo, o Mundo já seria um Céu, um Paraíso de Amor a Deus, o Mundo já seria o Reino do Meu Coração Imaculado.
Não faltem a esses Cenáculos e neles rezem com o coração, para que vocês possam verdadeiramente aproveitar toda a Graça que aqui é dada a vocês e se tornarem os grandes Santos que Eu vim aqui procurar e exijo que vocês todos sejam, porque esta é a Vontade de Deus!

Desprezem o mundo, sirvam a Deus, já não sejam mais pecadores!

Eu desejo que vocês deem 10 Filmes da Minha Aparição em La Salette No. 1 para 10 filhos Meus que não conhecem a Mensagem e o Segredo. Façam isso rapidamente Meus filhos.

E nesse mês de janeiro concentrem-se em divulgar Minha Aparição e Mensagem de La Salette.

Eu abençoo a todos, e especialmente a você Meu querido filho Leandro que hoje faz o seu aniversário. Eu te abençoo com todas as Graças e Bênçãos do Meu Imaculado Coração.

Obrigada por tudo que você tem feito por Mim nesses anos que está aqui.

A você, e a todos os Meus filhos, tão amados, Eu agora abençoo com Amor de LOURDES... de FÁTIMA... e de JACAREÍ".




(Santa Luzia): "Queridos irmãos, Eu, Luzia, lhes peço: Rezem, rezem cada dia mais!
Muitos querem as Consolações do Céu e os prazeres da terra, querem as Consolações de Deus e as consolações da carne. Isso não é possível!
É por isso que muitos não progridem na Santidade, muitos estão aqui perto da Luz, mas não querem essa Luz e preferem as trevas.
É triste ver almas tão próximas da Luz, aqui, e que depois olham para as trevas do mundo e preferem as trevas. A culpa é delas! Não é nem da Mãe de Deus, nem do Senhor, nem do Nosso amadíssimo Marcos. Elas preferem as trevas porque querem.
Rezem, para que vocês não sejam do número desses infelizes, que vão chorar amargamente nas Chamas do Inferno as suas más decisões.
Rezem o Rosário, para que vocês sejam fiéis e para que todos os dias cresçam em Santidade. Meditem, leiam as Vidas e Escritos dos Santos. 
Levem a sério o que aqui é dito, para que verdadeiramente esses Cenáculos possam ser causa de Salvação para vocês.
Eu, Luzia, vos amo muito, mas não poderei ajudar vocês se vocês não quiserem e se vocês não levarem a sério as Nossas Mensagens.
Rezem, pois, levem a sério tudo o que o Céu aqui diz e Eu então poderei ajudá-los com as Minhas Graças.
Desejo que renunciem às coisas mundanas, de uma vez por todas, e escolham a Deus, pois o tempo acaba.
A todos, Eu abençoo com Amor de SIRACUSA... de CATÂNIA... e de JACAREÍ".

JACAREÍ, 7 DE JANEIRO DE 2018

(Sagrado Coração): «Meus filhos, hoje, o Meu Sagrado Coração alegra-Se por vir mais uma vez aqui com a Minha Mãe no Aniversário Mensal das Nossas Aparições aqui em Jacareí.

Eu vos Amo! Alegro-Me por ver-vos hoje aos Meus pés e aos pés de Minha Mãe com tanto amor.

Obrigado por terem vindo e por terem consolado o Meu Sagrado Coração e o Coração de Minha Mãe com este dia de tanta oração e amor.

Obrigado por terem consolado, amado e ajudado a Minha Mãe durante todo este ano que passou, fazendo os Cenáculos e os Grupos de Oração que Ela pediu por toda a parte, rezando o Santo Rosário todos os dias e as orações que Ela pediu.

Vós, Meus filhos, vós ajudastes a Minha Mãe a salvar muitas almas. Obrigado, obrigado por isso!
Obrigado, porque verdadeiramente os vossos corações tem dado à Minha Mãe o Perfume do Amor Verdadeiro todos os dias, sendo Perfeitas Rosas Místicas de Amor.
Desejo que vós volteis a fazer a Consagração ao Meu Sagrado Coração todas as primeiras sextas-feiras do mês. Consagrem-Me a vossa vida, o vosso coração, as vossas famílias, tudo o que tendes, diante de Minha Imagem.

Prometo que onde a Imagem do Meu Divino Coração for entronizada, ali, Satanás será esmagado, e o Meu Divino Coração Triunfará derramando copiosas Graças sobre todas as casas e seus moradores.

Desejo que vós divulgueis mais o Terço em honra do Meu Coração, para que assim, verdadeiramente os Meus filhos voltem a amar, consolar, louvar e adorar Meu Divino Coração, que será sempre a Fonte Inesgotável das Graças do Meu Eterno Pai sobre todos vós.
Convertei-vos sem demora; não deixeis para amanhã a vossa conversão, porque a Justiça do Meu Pai vai cair de repente. E Eu vos digo Meus filhos: Se já vai ser terrível cair nas Minhas Mãos, muito pior será cair nas Mãos do Meu Pai.

Por isso, convertei-vos sem demora, mudai de vida, e o Meu Pai vos perdoará, Ele está disposto a perdoar-vos todos os dias se quiserdes. Pedi perdão, e todos os dias levantai-vos com o desejo de serdes melhores.

Rezai, pois sem a oração nenhum bom propósito perdura muito tempo, pois o ser humano, inconstante como é, muda de direção como o vento, muitas e muitas vezes. Sois muitos fracos e miseráveis; e basta uma pequena ilusão de prazer, uma pequena ilusão de felicidade mundana, para que os vossos corações já logo se virem para o mundo e esqueçam todas as Graças que Eu, que a Minha Mãe, que o Meu Pai vos demos.

É esta ingratidão que criva o Meu Coração de espinhos todos os dias Meus filhos. E é por isso que Eu desejo que rezeis mais o Terço do Meu Divino Coração para consolar Meu Coração, para tirar-Me esses espinhos.

Desejo também que vós divulgueis mais a Minha Hora, a Hora do Meu Coração, porque são muitos ainda que não a rezam.

Dai 20 Horas do Meu Sagrado Coração para 20 filhos Meus. Fazei com que eles a rezem, porque através dessa Hora, verdadeiramente vou incendiar muitos corações com a Chama do Meu Divino Amor. E farei verdadeiramente com que aqui brotem muitas almas santas para agradar e alegrar o Meu Divino Coração.

Dai-Me o centro do vosso coração, dai-Me o centro da vossa vida;vós Me tirastes do centro da vossa vida e colocastes no lugar as coisas mundanas. Por isso, é que na vossa vida Eu não posso operar Prodígios de Amor do Meu Sagrado Coração.

Colocai-Me no centro da vossa vida, e então, Eu verdadeiramente começarei a agir na vossa vida, e vereis como Meu Sagrado Coração, ainda hoje, pode operar Prodígios grandiosos para quem crê em Mim e Me ama verdadeiramente.

Obrigado, Meus filhos Escravos de Amor da Minha Mãe, por terdes servido a Minha Mãe durante todo este ano. Sou grato e reconhecido por terdes dado a Ela o “Sim”, e terdes permanecido aqui na casa de Minha Mãe servindo-A e amando-A.

Cada dia que passais aqui, trabalhando pela Minha Mãe, ajudando o Meu filhinho Marcos a erguer o Santuário de Minha Mãe, vós ajuntais muito mais méritos do que se tivésseis passado mil dias em jejum rigoroso só com água, e rezando o dia todo como o mais austero Cartuxo.

Sim! Porque estando aqui trabalhando por Minha Mãe, não trabalhais por vós mesmos, nem por vossa vontade, trabalhais em obediência à Vontade Dela. E isso, dá a cada obra vossa por menor que seja, um peso de méritos sem igual diante dos Meus Olhos.
Continuai, e sedes fiéis à Minha Mãe, para que possais ser dignos da Minha Benevolência e Predileção.

Eu te abençoo Marcos, Meu filho mais obediente. Agradeço-te por todos os Rosários Meditados belíssimos que fizeste à Minha Mãe.
Sim! Eles são o maior consolo dos Nossos Divinos Corações; e aonde quer que esses Rosários sejam rezados, ali Eu estarei com a Minha Mãe Santíssima, recebendo gostoso e feliz esse Rosário que é o que mais Me agrada e que Me atrai do Céu às almas.
Fizeste verdadeiramente uma Obra grandiosa com os Rosários Meditados, as Horas de Oração, os Filmes das Mensagens e Aparições de Minha Mãe e do Meu Coração. E isso te dá um mérito superabundante no Céu filhinho, que podes aplicar sempre pelas almas que desejas.
Alegra-te! Porque grande é o teu Tesouro no Céu, onde o ladrão nunca poderá roubar, a traça nunca poderá roer e a ferrugem nunca estragará teu Tesouro.
Ali, está o teu Tesouro e o teu coração, irá juntar-se a ele quando a tua Missão terminar. Segue em frente, firme, impertérrito; e avance... Avance como um trem passando por cima de tudo e todas as oposições, para realizar a Vontade da Minha Mãe e a Minha Divina Vontade.
Assim, Me darás glória, salvando almas para Mim e Minha Mãe, e o Meu Divino Coração te abençoará. E por cada alma salva por esses Rosários e Horas de Oração, tu predestinarás a tua própria alma ao Céu.
Eu, te abençoo, e abençoo também a ti Meu amadíssimo filhinho Carlos Tadeu; Fica sabendo, que no Caminho do Calvário quando Eu caí pela Segunda Vez, Eu te vi em Visão Mística, e ofereci por ti os Méritos daquela Segunda Queda que sofri, que suportei com humildade e obediência ao Pai.
Ofereci por ti filho, para que aqueles Méritos do Meu Divino Coração obediente e agonizante, alcançassem para ti grandes e copiosas Graças do Meu Pai Eterno.
Alegra-te! Porque o Meu Divino Coração está sempre sobre ti e te cobre todos os dias com as copiosas Graças do Meu Amor.
Eu te abençoo, e abençoo a todos vós Meus filhinhos queridos e amados, de DOZULÉ... de PARAY-LE-MONIAL... e de JACAREÍ».

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

CAMPANHA DO CIMENTO 16



"QUERIDOS FILHOS, QUERO QUE CONSTRUAM AQUI UMA CAPELA EM MINHA HONRA PARA QUE SE REZE O SANTO ROSÁRIO NELA PELA SALVAÇÃO DO MUNDO E PELA CONVERSÃO DOS PECADORES." (NOSSA SENHORA NAS APARIÇÕES DE JACAREÍ)

AJUDE A CONSTRUIR A CAPELA E O MOSTEIRO DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREI COLABORANDO NA CAMPANHA DO CIMENTO. 

DOE R$ 30,00 PARA AJUDAR COM UM SACO DE CIMENTO

DOE R$ 60,00 PARA AJUDAR COM DOIS SACOS DE CIMENTO

DOE R$ 90,00 PARA AJUDAR COM TRÊS SACOS DE CIMENTO

SE VOCÊ DESEJAR TAMBÉM PODE CONTRIBUIR COM OUTROS VALORES MAIORES PARA MAIS SACOS DE CIMENTO, BLOCOS, AREIA, PEDRA, FERRO ETC

AJUDE DEPOSITANDO NA MINHA CONTA NO BANCO:

MARCOS TADEU TEIXEIRA

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

AGENCIA 4068 OPERAÇÃO 013

CONTA POUPANÇA 0028760-5

OU SE PREFERIR TAMBEM PODE DEPOSITAR NO BANCO DO BRASIL

Banco do Brasil

MARCOS TADEU TEIXEIRA

Agencia 0683 -1
Conta corrente 2176 -8

DEPOSITE NOS CAIXAS ELETRONICOS OU NAS LOTÉRICAS. NÃO É PRECISO VOCÊ TER CONTA NA CAIXA PARA DEPOSITAR. REPASSE PARA TODOS PARA QUE MAIS GENTE AJUDE.

O NOME DOS BENFEITORES DO SANTUÁRIO SERÁ COLOCADO NO ALTAR DE NOSSA SENHORA PARA RECEBER TODOS OS ROSÁRIOS QUE FOREM REZADOS NO SANTUÁRIO NA SUA INTENÇÃO E DE SUAS FAMÍLIAS. 

OBRIGADO POR SUA AJUDA NA MINHA MISSÃO DE SALVAR ALMAS PARA DEUS E LEVANTAR A CASA DA NOSSA MÃEZINHA DO CÉU NOSSA SENHORA MENSAGEIRA DA PAZ!

CONHEÇA MAIS EM:

WWW.APARICOESDEJACAREI.COM.BR


TESTEMUNHO DE ADRIANA REIS

São Paulo, 9 de julho de 2015.


Bom dia Marcos Tadeu!

Meu nome é Adriana Reis e o testemunho que vou narrar é referente a Sagrada Medalha do Amantíssimo Coração de São José. revelada pra você no dia 7 de maio de 2011.

Quando eu morava no Canadá adquiri uma doença nos olhos chamada Calázio; doía muito, ardia, incomodava, inchava os olhos diariamente, eu não enxergava direito.

Quando voltei para o Brasil procurei um oftalmologista, ele me disse: o seu caso é só cirurgia!

Minha mãe Lydia disse-me: não te perturbes, vamos em Jacareí e tudo ficará bem! O Marcos Tadeu vai começar a divulgar as medalhas de São José!

Isso foi do dia 9 de julho de 2011.

Comprei a medalha e coloquei em cada olho e na hora senti algo queimar! E pensei: " será que é febre?"

Então fui na fonte da água milagrosa que tem no santuário e banhei meus olhos. Logo após secá-los senti algo escorrer. Passei a mão em meu rosto e nada! estava seco! Após meia hora percebi que o inchaço das pálpebras estava diminuindo, fiquei espantada porque a cura começou muito rápido e mesmo sem eu merecer!

No dia seguinte, outro susto: não havia nada em minhas pálpebras! São José fez de mim o seu primeiro milagre através de sua Medalha Sagrada!

Obrigada Marcos!

Obrigada pelo seu sim! Por mais que este fardo que você carrega seja pesado, saiba que através dos seus méritos, lutas, cansaços, calúnias, fofocas, com tantos inimigos, pude conhecer as Aparições e testemunhar a veracidade desse lugar!

Portanto, viverei eternamente grata e que você saiba que todos os seus sofrimentos não são em vão.

Mesmo que eu vivesse 10 mil anos não pagaria esse milagre de São José!

Louvados sejam, Jesus! Maria e José!

Salve São José!

Adriana Reis!

QUER RECEBER BENÇÃOS ASSIM TAMBÉM? VENHA PARA O SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ!

PEÇA A SUA MEDALHA DE SÃO JOSÉ PELO TELEFONE (0XX12)99701- 2427

HISTÓRIA DE UMA VOCAÇÃO


*UM CASTIGO E UMA GRAÇA*

O Sr. Beauveau, marquês de Novian, deveu a sua conversão e vocação religiosa à Companhia de Jesus a uma vitória sobre o respeito humano para honrar a Nossa Senhora.

Em 1649, estando as tropas alemãs na Alsácia-Lorena, alguns soldados alojados em Novian, depois de haverem bebido em excesso, puseram-se a jogar. Um deles, depois de haver perdido no jogo, vendo uma estátua de Nossa Senhora colocada na parede, ficou furioso como se fora ela a causa de sua falta de sorte, e começou a golpeá-la proferindo horríveis blasfêmias. Apenas terminara, caiu por terra com um tremor em todo o corpo e dores tão fortes e contínuas que foi impossível fazê-lo tomar alimento durante quatro ou cinco dias. Tendo a tropa recebido a ordem de partir, ataram o infeliz em seu cavalo para que acompanhasse a marcha.

Soube-se que, à força de agitar-se, caíra da montaria e morrera no caminho, mordendo a terra espumando de raiva.

Naquela vila falou-se, por muito tempo, do exemplar castigo do blasfemo. Dois anos após, a pedido de um missionário, resolveu-se fazer um ato solene de reparação. Para esse fim foram àquela casa em procissão o vigário, o missionário, alguns outros sacerdotes e o povo de Novian com o marquês à frente.

Chegados ao lugar, por mais que o padre chamasse a alguns homens, nenhum se apresentou para levar a imagem à igreja. O Sr. Beauveau, indignado com semelhante indiferença para com Nossa Senhora, sentiu-se interiormente movido a levá-la ele mesmo. Apesar do respeito humano e de parecer beato aos olhos daquela gente, tomou a imagem e levou-a com respeito à capela do castelo onde, por ordem do Bispo, foi colocada com todas as honras. Maria Santíssima não tardou a recompensar esse ato de piedade, pois, segundo declarou ele mesmo, começou o marquês a receber tal abundância de graças e tão fortes inspirações para a vida perfeita que não só se tornou um cristão modelo, mas ainda abraçou a vida religiosa, onde viveu e morreu santamente.

*Tesouro de Exemplos* _– Pe. Francisco Alves_

domingo, 31 de dezembro de 2017

O VIDENTE MARCOS TADEU E OS POSTULANTES REZANDO AS 500 AVE MARIAS PELO SR CARLOS TADEU, PELOS PEREGRINOS E PELA SALVAÇÃO DO MUNDO NO DIA 31 DE DEZEMBRO DE 2017

IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ VENERADA NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ

DIA DE SANTA CATARINA LABOURÉ- 31 DE DEZEMBRO


SANTA CATHERINE LABOURÉ - VIDENTE DA MEDALHA MILAGROSA

"Um arco-íris místico entre a Rue du Bac e Lourdes"

Em 1830, uma noviça da Casa-Mãe da Companhia das Filhas da Caridade, situada em Paris à Rue du Bac, também fora contemplada com aparições de Nossa Senhora, as quais já haviam adquirido fama mundial. Além de fazer importantes revelações sobre o futuro da Congregação e da França, a Mãe de Deus confiara à vidente a missão de mandar cunhar uma medalha através da qual Ela derramaria abundantes graças sobre o mundo. A distribuição dos primeiros exemplares deu-se em razão da epidemia de cólera que grassava por Paris, e foram tantas e tão surpreendentes as curas atribuídas ao uso dessa medalha - não sem razão denominada pelo povo de Milagrosa -, que em pouco tempo ela já se difundira por diversos países.

O nome da vidente, contudo, permanecia incógnito, mesmo entre suas irmãs de hábito. E só foi revelado após sua morte: era a silenciosa, diligente e sempre bem humorada Irmã Catarina Labouré! Seus olhos azuis, serenos e límpidos, brilhavam de alegria ao ouvir falar pela primeira vez das recentes aparições de Lourdes, um eco das ocorridas na Rue du Bac. Era outra luz que despontava no mesmo caminho de misericórdia traçado pela Rainha do Céu para conduzir a humanidade a uma nova era de graças marianas.

Não havia dúvida, era "a mesma"! À noviça de Paris, a Virgem ensinara a fórmula para invocá-La: "Ó Maria concebida sem pecado". A Bernadete, assim se apresentara: "Eu sou a Imaculada Conceição". Exultante de contentamento, Irmã Catarina passou a nutrir profunda admiração pela nova vidente, embora não a conhecesse. Não sabia ela que, em Lourdes, Bernadete trazia ao pescoço a Medalha Milagrosa quando viu a Mãe de Deus, e provavelmente nutria em seu coração nobres sentimentos de veneração pela incógnita vidente da Virgem da Medalha... Pelo prisma sobrenatural, havia uma estreita união de almas das duas santas, formando "como que um arco-íris místico entre a Rue du Bac e Lourdes".2

Santa Bernadete dava provas de heroica humildade, restituindo à Rainha do Céu as honras e louvores que o povo lhe tributava. Santa Catarina praticava de modo diferente igual humildade: vivia entregue às mais modestas funções no asilo de Enghien, onde serviu aos idosos e pobres durante mais de quarenta anos.

Infância nimbada de fé e seriedade

Quando Catarina nasceu, em 2 de maio de 1806, permaneciam ainda na França as chagas da irreligião abertas pela Revolução de 1789. No pequeno povoado borgonhês de Fain-lès-Moutiers, onde a família Labouré residia, não havia sacerdote. Para batizar a recém-nascida, foi preciso chamar o pároco do lugarejo vizinho. Apesar da generalizada negligência religiosa do tempo, da qual não se excluía seu pai, Pedro Labouré, a fé de Catarina e de seus nove irmãos foi salvaguardada e fortalecida graças ao empenho da mãe, Madalena Gontard, cuja principal preocupação na educação dos filhos foi inculcar-lhes uma ilimitada confiança na Santíssima Virgem.

Os primeiros anos de Zoé - assim se chamava nossa santa, antes do ingresso na vida religiosa - transcorreram sem nuvens, em meio às alegrias de uma infância perfumada pela inocência. Adquiriu desde cedo gosto pela oração e não hesitava em abandonar os infantis divertimentos quando a mãe a chamava para rezarem juntas diante da singela imagem de Nossa Senhora entronizada numa sala da residência.

Dotada de um precoce senso de responsabilidade e seriedade, Zoé logo percebeu as dificuldades da mãe na execução das árduas tarefas de manutenção da casa, e resolveu ajudá-la. Antes de completar oito anos, já sabia costurar, ordenhar as vacas, preparar a sopa e varrer o chão. E a compenetração que a movia a abraçar com alegria a monótona faina diária - tanto no lar, durante a infância e juventude, quanto no asilo de Enghien, ao longo de mais de quatro décadas - foi por ela mesma explicitada com palavras simples e cheias de luz: "Quando se faz a vontade de Deus, jamais se sente tédio".3

Uma graça transformante

Aos nove anos de idade, a pequena Zoé viu o horizonte de
sua vida toldar-se pela tragédia: em outubro de 1815, faleceu sua mãe. Ao contemplar seu corpo inerte, chorou copiosamente, mas não por muito tempo, pois ela própria lhe havia ensinado a quem recorrer nos momentos de aflição. Passado o primeiro choque, dirigiu-se à sala onde se encontrava a imagem de Nossa Senhora, diante da qual tantas vezes rezara em companhia da mãe. Resoluta, subiu numa cadeira para pôr-se à altura da imagem, abraçou-a e exclamou, entre soluços: "De agora em diante, Vós sereis minha Mãe!".4 A resposta da Rainha do Céu foi imediata. A menina, que ali chegara débil e desfeita em lágrimas, retirou-se forte e disposta a enfrentar as adversidades. Foi essa a última vez que ela chorou na vida, pois a virtude da fortaleza a acompanhou num crescendo até o fim de seus dias.

Em 1871, quando já era uma religiosa de 65 anos, o movimento revolucionário da Comuna de Paris proporcionou-lhe diversas  ocasiões de manifestar, com heroísmo, essa virtude. Um dia, por exemplo, tomou a iniciativa de dirigir-se ao quartel-general dos insurrectos para defender sua superiora, contra quem fora expedida uma ordem de detenção. Expôs seus argumentos com tal firmeza ante quase sessenta comuneiros ali presentes que terminou por sair vitoriosa. Impressionados, os revolucionários passaram a tratá-la com muita deferência; chegaram inclusive a pedir-lhe para depor no julgamento de uma prisioneira, e tomaram seu depoimento, favorável à ré, como última palavra no caso.

Um desdobramento dessa graça recebida na infância foi a constância de ânimo com a qual suportou as inúmeras manifestações de impaciência e incredulidade de seu confessor quando, por ordem de Nossa Senhora, lhe relatava as visões havidas. Poucos meses antes de sua morte, ela confidenciou à superiora que a atitude desse sacerdote constituíra para ela um verdadeiro martírio. Ela padeceu com a fortaleza dos mártires esse holocausto silencioso, que lhe fora anunciado pela própria Santíssima Virgem, na primeira de suas aparições: "Minha filha, o Bom Deus quer te encarregar de uma missão. Terás muitas dificuldades, mas as superarás, considerando que ages para a glória d'Ele. Saberás discernir o que vem do Bom Deus. Serás atormentada até que o digas àquele que está encarregado de te conduzir. Serás contraditada. Mas terás a graça. Não temas. Dize tudo com confiança e simplicidade. Tem confiança".5

Uma verdadeira filha de São Vicente de Paulo

"Ficarás feliz em vir a mim. Deus tem desígnios a teu respeito". 6 Quando tinha cerca de 14 anos, Catarina ouviu em sonho estas palavras dirigidas a ela por um sacerdote desconhecido, cujo olhar penetrante e cheio de luz gravou-se para sempre em sua lembrança. Alguns anos mais tarde, visitando uma casa das Filhas da Caridade, deparou-se com um quadro do fundador da Congregação, São Vicente de Paulo, em cuja fisionomia reconheceu o sacerdote do sonho. Ficou-lhe clara, então, a vocação à qual já se sentira tantas vezes atraída: seria filha
de São Vicente!

Apariçao a Santa Catarina Laboure_.jpg
"Serás contraditada, mas terás a graça. Não temas."

Aparição de Nossa Senhora a Santa Catarina
Labouré Capela de Nossa Senhora
da Medalha Milagrosa, Paris
Entretanto, quando no seu 21º aniversário, em 2 de maio de 1827, anunciou em casa sua decisão, o pai se opôs taxativamente. Após tentar, em vão, dissuadi-la de abraçar a vida religiosa, ele a enviou a Paris, para trabalhar no restaurante de um de seus irmãos, na ilusão de que ali ela acabaria por encontrar um bom partido e casar-se.

Aquele ambiente, porém, frequentado por operários rudes e muitas vezes imodestos, não fez senão fortalecer a pureza ilibada da jovem. Tal era seu amor pela vocação que já se portava como uma autêntica Filha da Caridade, cumprindo com perfeição as recomendações feitas pelo Santo às suas filhas espirituais, entre as quais esta: "Se às religiosas [de clausura] é exigido um grau de perfeição, às Filhas da Caridade devem ser exigidos dois".7

Catarina não desejava outra coisa senão abraçar por inteiro essa ousada meta, e perseverou em seu propósito até vencer a obstinação do pai. "Se observarmos bem as pequenas coisas, faremos bem as grandes", 8 escreveria ela, décadas mais tarde, ao terminar um período de exercícios espirituais.

A confiança e a simplicidade de uma alma inocente

Finalmente, em 21 de abril de 1830, Catarina chegou ao Convento da Rue du Bac. O Conselho das Superioras logo discerniu nela uma autêntica vocação: "Tem 23 anos e convém muito à nossa comunidade: piedosa, bom caráter, temperamento forte, amor ao trabalho e muito alegre",9 foi o parecer escrito a seu respeito. Ademais, era uma genuína camponesa, tal qual desejava São Vicente, que tomara os bons predicados das aldeãs como base natural para perfilar o ideal de virtude das Filhas da Caridade. E, quer na vida comunitária, quer no serviço dos pobres, e mesmo durante as manifestações sobrenaturais das quais foi objeto, sempre brilhou em Irmã Catarina uma das virtudes mais amadas pelo Santo Fundador: a simplicidade de coração.

"O espírito das camponesas é simplíssimo: nem rastro de fingimento nem palavras de duplo sentido; não são teimosas nem apegadas às suas opiniões. [...] Assim, minhas filhas, devem ser as Filhas da Caridade, e sabereis que o sois se fordes simples, sem recalcitrâncias, submissas ao parecer dos outros e cândidas em vossas palavras, e se vossos corações não pensarem uma coisa enquanto vossas bocas pronunciam outra".10 Este ideal delineado por São Vicente encontrou, quase dois séculos depois, perfeita realização na alma desta dileta filha.

Na semana seguinte à sua chegada ao convento, apareceu-lhe três vezes, em dias consecutivos, o coração de São Vicente, prenunciando as iminentes desgraças que se abateriam sobre a França, com a promessa de que as duas Congregações por ele fundadas não pereceriam. A feliz noviça teve a graça de ver também Cristo presente na Sagrada Hóstia, durante todo o tempo de seu seminário, "exceto todas as vezes que eu duvidava",11 confidenciou ela.

Imbuída da Fé que move as montanhas e atrai a benevolência de Deus, Catarina não titubeou em pedir mais: queria ver Nossa Senhora. Na véspera da festa do Fundador - que então se comemorava a 19 de julho -, confiou-lhe seu desejo numa breve oração e foi dormir esperançosa: "Deitei-me com a ideia de que naquela mesma noite veria minha boa Mãe. Havia muito tempo que queria vê-La".12 E foi generosamente atendida, não só "naquela mesma noite", como também em duas outras aparições, uma em novembro e outra em dezembro do mesmo ano de 1830.

Com o passar dos anos, intensificou-se nela a confiança filial e ilimitada que depositava nesses três pilares de devoção, a tal ponto que, pouco antes de falecer, ela não pôde esconder o espanto quando a superiora lhe perguntou se não tinha medo da morte: "Por que temeria ir ver Nosso Senhor, sua Mãe e São Vicente?".13

"A Santíssima Virgem escolheu bem"

Santa Catarina jamais violou o segredo acerca de sua condição de vidente e mensageira das aparições da Medalha Milagrosa. Contudo, muitas pessoas chegaram a vislumbrar nela a predileta da Rainha do Céu, tal era seu amor a Deus, não só afetivo, pois inegável era sua ardorosa piedade, mas também efetivo, como o testemunhou uma de suas contemporâneas: "Suas ações, em si mesmas ordinárias, ela as fazia de maneira extraordinária".14 Havia nela algo de discreto, alcandorado e inefável.

Mais luminosa que o heroico silêncio é a lição de confiança filial deixada por Santa 
Catarina na Mãe que nunca desampara

Restos mortais de Santa Catarina Labouré - Capela de Nossa Senhora da
Medalha Milagrosa, Paris
Sua santidade era a principal mantenedora do segredo. Às irmãs que ousaram interpelá-la nesse sentido, sua resposta consistiu sempre num absoluto silêncio. Um silêncio nascido da humildade, sem nada de taciturno nem de ríspido; pelo contrário, um silêncio sacral, que chegava a despertar veneração.

Quando, após sua morte, foi anunciado às Filhas da Caridade o nome da vidente da Rue du Bac, tiveram elas uma reação marcada mais pela admiração do que pela surpresa. Não era difícil  associar a exemplar irmã à figura - já um tanto mitificada - da vidente ignota. E era impossível não ficarem deslumbradas ao constatar a excelência de sua humildade, que a mantivera no anonimato, embora exercendo uma missão de alcance universal.

Quiçá naquele momento tenha ocorrido à lembrança das irmãs o ingênuo dito que as crianças do orfanato dirigido pelas Filhas da Caridade costumavam repetir entre si, observando de longe a Irmã Catarina Labouré: "A Santíssima Virgem escolheu bem".15 Teriam sido estas palavras, tão verdadeiras, mero fruto da imaginação infantil ou haveria Deus, mais uma vez na História, revelado aos pequeninos os mistérios ocultados aos sábios e entendidos?

Sem embargo, mais luminosa que o heroico silêncio é a lição de confiança filial deixada por Santa Catarina na Mãe que nunca desampara. "A confiança tem sempre esse prêmio. Pedindo com confiança, recebe-se mais, com mais certeza e mais abundantemente. A confiança abre-nos o Sapiencial e Imaculado Coração de Maria".

Catarina distribui medalhas entre os revolucionários da Comuna de Paris, em 1871 Difusão da Medalha e graças operadas
Catarina perguntou a Nossa Senhora a quem recorrer para confecção da medalha. A Mãe de Deus respondeu-lhe que deveria procurar seu confessor, o Pe. João Aria Aladel: “Ele é meu servidor”. No início, o Pe. Aladel não acreditou no que Catarina dizia; mas, após dois anos de insistência, ele procurou o Arcebispo, que ordenou em 20 de junho de 1832 que fossem cunhadas duas mil medalhas.

O modo como se difundiram as medalhas foi tão prodigioso, juntamente com grande número de graças operadas, que a medalha passou a ser conhecida como Medalha Milagrosa. Por exemplo, em março de 1832, quando iam ser confeccionadas as primeiras medalhas, uma terrível epidemia de cólera, proveniente da Europa oriental, atingiu Paris. Mais de 18 mil pessoas morreram em poucas semanas. Num único dia, chegou a haver 861 mortes.

No fim de junho, as primeiras medalhas ficaram prontas e começaram a ser distribuídas entre os flagelados. Na mesma hora refluiu a peste, e tiveram início, em série, os prodígios que em poucos anos tornariam a Medalha Milagrosa mundialmente célebre.

A missão de Catarina Labouré estava cumprida. Os 46 anos que lhe restaram de vida, ela os passou como uma humilde irmã, da qual praticamente nada havia para falar. Só quando se aproximou sua morte, em 1876, sua superiora soube que fora ela a privilegiada Irmã que recebera aquela sublime missão.

Ela foi beatificada pelo Papa Pio XI em 1933 e canonizada no dia 27 de julho de 1947 pelo Papa Pio XII.

Cinqüenta e seis anos após sua morte, o corpo de Catarina foi encontrado inteiramente incorrupto, e é como se encontra ainda hoje na capela das Irmãs da Caridade, na Rue du Bac, em Paris.

sábado, 30 de dezembro de 2017

O VIDENTE MARCOS TADEU E OS POSTULANTES DE NOSSA SENHORA REZANDO O SACRATÍSSIMO ROSÁRIO MEDITADO PELOS PEREGRINOS E A SALVAÇÃO DAS ALMAS NA CAPELA DO SANTUÁRIO- 30 DE DEZEMBRO DE 2P17

TESTEMUNHO DE CURA DE CARMEN COELHO: GRANDE GRAÇA ALCANÇADA NO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ

Carmen Coelho:
Boa noite!

Venho hoje com muita alegria dar o meu testemunho de cura do REUMATISMO NOS NERVOS, a quase 2 anos venho sofrendo com dores intensas nos meus nervos. Em maio de 2015 fui a consulta ao médico com fortes dores nos nervos, dores terríveis, ficava inchada e atacava principalmente os nervos do pescoço, os dedos das mãos e os joelhos, tinha dificuldades para subir as escadas em geral.

Fiz dois exames e os dois constataram que eu tinha o reumatismo nos meus nervos mas a 15 dias voltei a fazer os exames novamente para saber como estava, para minha ALEGRIA hoje dia 28/12/2017 fui ao médico levar meus exames e ele olhou e me disse: "você não tem mais reumatismo nos nervos você esta curada!" 

Fiquei parada olhando para ele e me veio na memória o momento da HORA DA GRAÇA no dia 08 de dezembro de 2017 na FESTA DA IMACULADA CONCEIÇÃO EM JACAREÍ aonde pedia a NOSSA SENHORA a cura, que ela intercedesse junto ao seu filho JESUS pela minha cura do reumatismo nos nervos se fosse da vontade dela e de JESUS.

Então hoje quando o médico me disse: "você esta curada" fiquei muito feliz pois o reumatismo não tem cura e sim controle, até ele mesmo se supreendeu. Não via a hora de chegar em casa e escrever o meu testemunho por ter alcançado a grande graça. Só tenho que agradecer a você meu querido irmão e Pai espiritual Marcos Tadeu pelo seu sim, porque graças a ele hoje posso dar-te este testemunho de cura na Hora da Graça no Santuário das Aparições de Jacareí.

Obrigado mil vezes, obrigado, obrigado mãe do céu por eu ter concedido tamanha graça, eu que sou tão miseravél e pecadora mesmo assim como MÃE MARAVILHOSA que é me concedeu a graça.


Amém! Amém!

TESTEMUNHO: Carmem Coelho, cidade de Piracicaba-SP

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

TESTEMUNHO DE CURA DE CARMEN COELHO

Carmen Coelho:
Boa noite!

Venho hoje com muita alegria dar o meu testemunho de cura do REUMATISMO NOS NERVOS, a quase 2 anos venho sofrendo com dores intensas nos meus nervos. Em maio de 2015 fui a consulta ao médico com fortes dores nos nervos, dores terríveis, ficava inchada e atacava principalmente os nervos do pescoço, os dedos das mãos e os joelhos, tinha dificuldades para subir as escadas em geral.

Fiz dois exames e os dois constataram que eu tinha o reumatismo nos meus nervos mas a 15 dias voltei a fazer os exames novamente para saber como estava, para minha ALEGRIA hoje dia 28/12/2017 fui ao médico levar meus exames e ele olhou e me disse, você não tem mais reumatismo nos nervos você esta curada. Fiquei parada olhando para ele e me veio na memória o momento a HORA DA GRAÇA no dia 08 de dezembro de 2017 na FESTA DA IMACULADA CONCEIÇÃO EM JACAREÍ aonde pedia a NOSSA SENHORA a cura, que ela intercedesse junto ao seu filho JESUS pela minha cura do reumatismo nos nervos se fosse da vontade dela e de JESUS.

Então hoje quando o médico me disse: "você esta curada" fiquei muito feliz pois o reumatismo não tem cura e sim controle, até ele mesmo se supreendeu, não via a hora de chegar em casa e escrever o meu testemunho por ter alcançado a grande graça. Só tenho que agradecer a você meu querido irmão e Pai Espiritual Marcos Tadeu pelo seu sim, porque graças a ele hoje posso dar-te este testemunho de cura na Hora da Graça no Santuário das Aparições de Jacareí.

Obrigado mil vezes, obrigado, obrigado mãe do céu por eu ter concedido tamanha graça, eu que sou tão miseravél e pecadora mesmo assim como MÃE MARAVILHOSA que és me concedeu a graça.
Amém! Amém!

TESTEMUNHO: Carmem Coelho, cidade de Piracicaba-SP