RAINHA

RAINHA

MENU

sexta-feira, 1 de maio de 2015

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM ESCORIAL ESPANHA NO ANO DE 1985

MENSAGEM DE NOSSA SENHORA EM ESCORIAL ESPANHA NO ANO DE 1985

Obs: para os que gostam de aprovações humanas, esta aparição é aprovada pela Igreja





      -Minha filha, quantas almas ingratas, que mesmo vendo, não vão acreditar! Pobres almas!

Vede, Meus filhos, quantas maravilhas chegam do Universo! Minha filha, olha as cores das moradas.

Meus filhos, a mensagem de hoje é dirigida às almas consagradas: Meus filhos, não ofendais mais o Meu Filho, nem causeis mais aflição ao Seu Coração, que está muito afligido por causa da vossa infidelidade. Reconciliai-vos com Deus e preparai-vos. Vós abandonastes o caminho do Evangelho e expusestes os vossos corpos aos prazeres do mundo. Pobres almas! Convertei-vos, pois estais a dar muito mau exemplo ao ser humano. Meus filhos, o que mais fere o Meu Coração são os pecados das almas consagradas, [sobretudo] os pecados de impureza. Peço-vos, por isso, que refreeis as vossas inclinações, os vossos vícios e vos dediqueis ao caminho do Evangelho.

Vós abandonastes a Cristo, Meus filhos! Não tendes fé! Pobres almas! Abandonaram os sinais que distinguem os sacerdotes, para se meterem no caminho do inimigo. O distintivo era a batina, que os defendia de muitos pecados, Minha filha. Pobres almas! Não são cumpridores dos compromissos assumidos com Cristo, mas fariseus, hipócritas. O Meu Filho não quer fariseus nem hipócritas, mas sim almas puras que se entreguem para propagar a Palavra de Deus. É por isso que vos peço: ainda estais a tempo de mudar, Meus filhos! Ainda estais a tempo! A misericórdia de Deus é muito grande, mas a Sua justiça é terrível.

Recomendo também às almas consagradas que têm de viver a pobreza, tal como Cristo a viveu. Cristo não tinha nem sequer uma túnica de reserva. Mas vós viveis como o rico avarento, sem vos lembrardes de dar as migalhas aos necessitados. Pobres almas, Meus filhos! Almas que o Meu Coração tanto ama! Tanto, tanto! E que tão mal correspondem a este amor!

Meus filhos, refugiai-vos no Meu Imaculado Coração, que vos defenderá da impureza. Imitai a vossa Mãe, sede pobres e humildes. Que as almas consagradas sejam um modelo de perfeição para os homens.

Fui privilegiada por ter a Cristo nas Minhas mãos; mas vós, Meus filhos, que diariamente tocais no Corpo de Cristo, perdestes a fé e não sois leais em celebrar os santos mistérios da Missa. Estais a causar mal a muitas almas. Peço-vos, por isso, Meus filhos, que corrijais os vossos vícios e vos reconcilieis com Deus. São muito necessários homens santos, Meus filhos.

Pobres almas, Minha filha. Como o inimigo as levou a entrar como cordeiros no matadouro do seu Inferno. Pede muito por elas e faz muito sacrifício, pois essas almas que o Meu Coração tanto ama, fazem-Me muita pena! Que espada de dor se introduziu no Meu Coração que é tão atormentado por causa delas.

Peço-lhes que Me dêem um pouco de consolo e que consolem também o Meu Filho. Pobres almas, Minha filha!

Beija o chão pelas almas consagradas… Por essas pobres almas que tanto precisam de oração e de sacrifício, porque, ao abandonarem a oração, o inimigo apoderou-se delas! Rezai por elas, para que voltem ao caminho do Evangelho. Pobres almas, Meus filhos!

E a ti, Minha filha, peço que te faças muito pequena, muito pequena, para que Eu te eleve muito, muito alto.

O dia de hoje é muito especial, pelo que vou conceder-vos uma santa bênção também muito especial, que vai ajudar as almas consagradas a retornarem ao caminho do Evangelho.

Mas todos vós tereis de ajudar; todos, pois todos sois Meus filhos e herdeiros da Glória de Cristo. Tereis, por isso, de ajudar essas pobres almas com os vossos sacrifícios e as vossas orações.

Levantai todos os objectos, Meus filhos; todos serão abençoados… Todos foram abençoados com bênçãos especiais.

  Quantos curiosos vêm a este lugar, mas não te preocupes com eles, Minha filha, pois é sinal que algo os chama dentro das suas almas.

Não é o inimigo, mas os homens que rejeitam a graça; essas pobres almas, que tanto precisam de quem lhes fale do Meu Filho. Não vos envergonheis de proclamar Cristo em todos os recantos da terra. Não vos envergonheis, se não o Pai do Céu envergonhar-Se-á de vós diante dos Seus Anjos do mesmo modo que vós vos envergonhastes de Cristo na terra.

Que ninguém, Minha filha, ninguém vos confunda! Segui em frente e proclamai por todos os recantos da terra a Palavra de Cristo.

Tendes de ser humildes, Meus filhos, muito humildes, para alcançardes o Céu. Quantas almas pensam que tudo termina aqui na terra, mas não é assim, Meus filhos! Quantas vezes já vos disse: que sentido teria a vida do ser humano na terra, se não tivesse de alcançar a glória para gozar nela? Por isso vos digo: não se acaba tudo aqui. Acaba-se tudo o que é terreno, mas segue-se logo a eternidade. Pensai sempre: a eternidade, a eternidade. Vale a pena sofrer e fazer sacrifício, Meus filhos, para alcançar a eternidade.

Pobres almas que estão envoltas em trevas; o que as espera, Meus filhos! Já vos disse que Deus é muito misericordioso, mas também é muito justo, e dará a cada um segundo as suas obras.

Adeus, Meus filhos, adeus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário