RAINHA

RAINHA

segunda-feira, 24 de abril de 2017

AS APARIÇÕES DE HEROLDSBACH ALEMANHA - CASTIGO DOS BISPOS E PADRES OPOSITORES


OPOSITORES DA MISERICÓRDIA.

(Observem como muitos eclesiásticos, que deveriam ser instrumentos da graça divina, por incredulidade, orgulho e apostasia, tornam-se opositores e até perseguidores da misericórdia do Altíssimo.)

 

“Não extingais o Espírito. Não desprezeis as profecias. Examinai tudo: abraçai o que é bom. Guardai-vos de toda a espécie de mal.” (1Ts 5, 19-22)

 

: O texto abaixo foi extraído do livro JESUS RESPONDE A UM PADRE. Traduzido do francês pelo padre Aldemar Ferrari. Prefácio de Dom Antônio de Almeida Moraes Júnior, Arcebispo de Niterói – RJ.)

 

De 9 de Outubro de 1949 a 25 de Julho de 1951, aconteceram aparições de NOSSA SENHORA – Mãe de DEUS – a 8 meninas de uma aldeia da Baviera, vizinhança de Nuremberg, Alemanha. (Aparições em Heroldsbach)

Quando eram justificadas as esperanças de que todos recebessem com gratidão os importantes Avisos da Mãe de NOSSO SENHOR, dados a conhecer durante aquelas Aparições (avisos comprovados por conversões e milagres ante milhares de pessoas, como foi o caso do Sol, repetindo o prodígio de Fátima) eis que uma COMISSÃO veio estudar os fenômenos, nomeada pela Cúria de Bamberg, sob a gerência do Bispo Dom Landgraf.

A COMISSÃO era composta de pessoas incompetentes em Teologia. Montou-se logo um mecanismo de inquéritos, presidida de quando em vez, até pelo Juiz da cidade. 

Finalmente, Dom Landgraf elaborou um resumo das conclusões, que apresentou a colegas Prelados da Alemanha, para pedir-lhes adesão, e assim, num clima de oposição, encaminhou ao Santo Padre Pio XII solicitação para INTERDITAR o sítio das Aparições em Heroldsbach e EXCOMUNGAR leigos ou sacerdotes que porventura se atrevessem a rezar naquele local!

Sua Santidade Pio XII, confiado na autoridade dos Bispos, ratifica e assina o INTERDITO e a EXCOMUNHÃO ...! O resto é fácil imaginar. 

O QUE ACONTECEU?
 

Com exceção do Cardeal Faulhaber que chamou a atenção de Pio XII sobre o erro consumado, os demais Prelados direta ou indiretamente comprometidos no caso, e chamados em pouco tempo ao Tribunal de DEUS, se acusam, depois da morte, de terem cometido ofensa grave contra a Santíssima Mãe de JESUS, no caso de Heroldsbach. Declaram – é terrível ouvir isso! – que não veriam a glória de DEUS até que o Decreto contra as Aparições em Heroldsbach fosse anulado, reparando-se a injustiça cometida!

 

CAMINHOS DA MISERICÓRDIA 

DEUS escolheu a pessoa de uma alma-vítima para oferecer desagravo pelos culpados. Chama-se Tereza Obermayer, irmã terciária Franciscana. Esta como tantas outras almas reparadoras, quando convidadas a perceberem o amor e as instâncias da bondade divina, dificilmente se recusam a aceitar o sofrimento reparador exigido por DEUS.

Disse NOSSO SENHOR a Tereza: 

“Doravante estás cravada em Minha Cruz com pregos... Fica atenta às Nossas Vozes que falam no mais íntimo da alma! Anota o que ouves! A Divina Providência te chama para pores à prova Bispos e Sacerdotes!” 

Palavras de NOSSA SENHORA a Tereza Obermayer:

“Em Fátima não foi proibida a oração como foi em Heroldsbach, para grande mal das almas. Em Fátima, a Minha Mensagem só se tornou evidente quando eclodiu a Segunda Guerra!
Pois vem a Terceira Guerra pior que a anterior...
Em meu cuidado maternal vim (à Alemanha) , implorar, alertar. Mas, em vez de se emendarem, Me perseguem!
Até a alta Hierarquia Eclesiástica assim procede. Sacerdotes e leigos, por causa de Heroldsbach, foram punidos com penas canônicas, contra todas as leis da justiça!
Tais medidas arbitrárias são rigorosamente submetidas ante o Tribunal de Deus. Disso dão claro testemunho os SACERDOTES QUE JÁ COMPARECERAM DIANTE DO ETERNO JUIZ, pois eles também descreram diante de Mim"

QUEM SERIAM ESSES SACERDOTES QUE JÁ COMPARECERAM
DIANTE DO ETERNO JUIZ?

São eles:
Bispo Auxiliar de Bamberg, Dom Landgraf, falecido inesperadamente a 8 de setembro de 1958 e sepultado a 11 de setembro de 1958. 

Em 11/09/58, diz o Sr. Bispo falecido a Tereza Obermayer:
 "Louvado seja NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! Pede uma audiência particular ao Arcebispo Schneider, de Bamberg. Eu, e não vocês, merecia as pen
as eclesiásticas, pois na minha ambição incontida abusei da função episcopal. A culpa principal cai sobre mim. Informei e influenciei, enganando o próprio Santo Padre em Roma. Todos ficarão sabendo que o demônio agiu por meu intermédio. Teus sofrimentos e orações livraram-me das penas do inferno. Reza por mim! Dá-me muita água benta com as orações da noite. Escreve, por favor, ao Santo Padre João XXIII, através do Santo Ofício! Pede ao Sr. Arcebispo Schneider que retire logo as penas canônicas injustas e inválidas, antes que seja tarde também para ele... De Deus e de sua Mãe Santíssima não se zomba!...”
Em 16/09/58 – às 15 horas. 

O Bispo Dom Landgraf vem pedir outra vez que Tereza Obermayer escreva o seguinte: 

"Louvado seja NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! Faço um pedido a todos os Bispos para que suspendam as EXCOMUNHÕES inválidas, injustamente lançadas sobre os peregrinos que acreditam nas Aparições da Mãe de Deus, em Heroldsbach. Que eles reparem o prejuízo causado à Igreja. Que organizem Novenas de Reparação. Eu pratiquei culpa mortal tencionando arrasar Heroldsbach... Mas destruir a obra de DEUS é grave pecado contra o ESPÍRITO SANTO. Se os peregrinos não houvessem rezado por mim, eu teria caído no abismo eterno; e da mesma forma o Arcebispo Kolb. Através de relatórios inverídicos, até Roma eu enganei, pois me deram crédito, devido à minha autoridade episcopal. Tomara eu pudesse voltar à terra! Iria de joelhos pedir perdão a todos!..."

Em 06/01/1961:
 
O Cardeal Wendel, de Munique, faleceu repentinamente, após a sua alocução de fim de ano. Seis dias depois ele comunicou:

"Tenho que expiar no Purgatório porque combati a honra de MARIA Santíssima – Mãe de DEUS – não acreditando e dissuadindo outros a não acreditar em Heroldsbach. Lancei castigos injustos contra quem acreditava nas Aparições de NOSSA SENHORA em Heroldsbach. Enganado pelas medidas erradas da Diocese de Bamberg, nada fiz para saber a verdade. Também Pio XII sofre conosco, porque, além de não acreditar, aprovou um infeliz Decreto sem conhecer exatamente as coisas... Prestou mais crédito ao Santo Ofício que aos apelos que lhe foram feitos. 
Eu fui severamente julgado. Meu purgatório será duro e longo. Agora você diga a verdade. Escreva e fale. Defenda com decisão a honra de MARIA Santíssima, Mãe de DEUS! Tuas mensagens a Bispos e Padres trarão bons resultados para a eternidade.”

Maria Vilas Boas:
A FALSA PRUDÊNCIA: IGNORAR E ABAFAR PARA EXTINGUIR.

À 19/09/1962, a Palavra de NOSSO SENHOR A Tereza Obermayer

“Tratando-se de autoridade eclesiástica, ninguém deve praticar abuso contra meus filhos Videntes (confidentes).

Também o Sr. Bispo de Leiria (Fátima) encontra-se ainda no lugar de purificação. Ele não acreditou na Mensagem de minha querida Mãe e Rainha. SE ELE TIVESSE AGIDO, A SEGUNDA GUERRA TERIA SIDO EVITADA! Todos teriam aceito prontamente o grito para fazerem penitência!

Por que só se acredita quando vem o castigo? E por que murchou a Fé no círculo dos Pastores?

Uma vez que o povo em sã razão está acreditando, por que o castigam? Quem justifica perante DEUS tal procedimento?

É bom fazer reparação ainda em vida, e pedir desculpas pelos grandes crimes cometidos CONTRA AS ORDENS E DESÍGNIOS DE DEUS...”

AS CONSEQÜÊNCIAS DO DESCASO PARA COM AS
AUTÊNTICAS MANIFESTAÇÕES CELESTES.
(Aparições, locuções interiores e outros sinais misericordiosos)

Em 08/10/1961, entre 14 – 15 hs, o Papa Pio XII, no 3º aniversário de seu falecimento, veio dizer:

“O que tu, querida irmã Terciária Franciscana, sofres e expias por mim, te será abundantemente creditado no céu. Oferece a Santa Missa, sem esmorecer. Oferece o Sangue de JESUS em favor de nossos indizíveis sofrimentos! Muitas pobres almas se dirigem a mim pedindo que também te lembres delas... Como não as conheces pelo nome, oferecerás cumulativamente por todas o Precioso Sangue hoje na Missa Vespertina; são numerosas! Lembra-te das almas sacerdotais, pois sou o responsável pelo sofrimento delas, por causa do infeliz Decreto que eu aprovei sem o devido exame... O Bispo auxiliar de Bamberg, Dom Landgraf, nos informou erradamente sobre este assunto. Ele terá que expiar duramente pela gravíssima culpa dentro da Santa Igreja, pois ainda os fiéis continuam sendo perseguidos com penas canônicas injustas. Minha purificação prolongar-se-á!”

Em 09/10/1961, às 23 hs, o Papa Pio XII:

"Caríssima Irmã, nunca esquecerei o teu ato de caridade por teres oferecido em minha intenção, durante três dias a Santa Comunhão e o Precioso Sangue! Julgam-me, como Papa, não precisar de orações... Por isso não as recebo. Entretanto, eu preciso de orações e sempre renovarei as súplicas para que não te esqueças de mim. Tua responsabilidade diante do Senhor é imolar-te por nós Sacerdotes. Vamos ajudar-nos mutuamente! ... Chamei os Peregrinos de NOSSA SENHORA de "gente fanática" (schwarmgeister), secundando a turma "do contra". ...Não fiz reparação em vida e por isso devo
reparar no Purgatório! ...Aquela minha afirmação rebaixou os peregrinos! Cada coisa, por insignificante que seja, será examinada por DEUS!... Porém estas faltas nunca poderão ser comparadas com as faltas de pouco caso que se tem para com as Aparições de NOSSA SENHORA no mundo! Reza pelos Bispos e Padres errantes e descrentes, tanto no Vaticano, como no mundo inteiro! Arrependo-me para sempre!
A batalha de Lepanto foi brinquedo de crianças em comparação à batalha atual. Virá um derramamento de Sangue e Mártires no próximo combate da Fé! Quem passará pelo teste final? Somente um punhadinho na tormenta que varrerá a Terra! 
... Não atendi ao Cardeal Faulhaber, nem pensei no pecado de omissão! Ó se eu pudesse voltar à terra para reparar este prejuízo que dei a Igreja! Vem em meu auxílio com orações, sacrifícios, reparações, bons conselhos e atuação corajosa! 
... A convocação de um Concílio Ecumênico dará pouco resultado, se não forem revogadas as injustiças e as penas canônicas de pura crueldade lançadas contra os leigos e sacerdotes em Heroldsbach. Mas já se passam anos e ainda são mantidas. Estes excomungados, entretanto, são os que defendem a honra da Mãe Celeste pela palavra falada e escrita.
... Ai de mim, que fui omisso! Não posso jamais compreender! Eu estava na cegueira de espírito! Agora DEUS me mostra tudo o que eu deixei de cumprir. Só na eternidade é que se vê tudo tão claramente! Mas é tarde! Eu devia Ter restabelecido a glória da Mãe de DEUS na Alemanha, que desde a Reforma protestante está caída, desmantelada! Não hei de chegar à visão de DEUS, enquanto a honra de MARIA Santíssima em Heroldsbach não for restituída!

Em 09/06/1961, entre 8 – 9 hs:

O Bispo Buchberger, no Hospital, antes de morrer, diz à confidente Tereza Obermayer: 

"Por que não acreditei no que me dizias? É que fui impedido por meus subordinados. Eles tinham você na conta de anormal! O Cônego Kracker tinha a mesma opinião e não prestava atenção no que vinhas a dizer. Agora nada mais posso fazer do que entregar-me nas mãos de DEUS. Reza por minha pobre alma quando eu for chamado ao Tribunal. Além de não acreditar, ainda te combati, atendendo a meus colegas. Fiz cumprir a recomendação do Cardeal Wendel – de Munique – proibindo as romarias para Heroldsbach, pensando que à autoridade eclesiástica de cima se deve obediência incondicional. Seria como um golpe de força. Onde a liberdade da fé e da consciência? Incrível! Só agora, à beira da sepultura, estou compreendendo. Reza, imola-te por mim. Que DEUS se compadeça de mim. Dói-me profundamente ter assim tratado a Santa Mãe de JESUS, combatendo-A. O pior não foi ter sido descrente, mas ter impedido os fiéis de orar!

Oração da confidente Obermayer: 

"Ó JESUS, o Vosso Sangue precioso acuda 
esta pobre alma sacerdotal, nós Vos rogamos 
atendei-nos, Senhor! 
Anjos e Santos do céu, sede seus 
Intercessores diante de DEUS!" 

O Bispo Buchberger continua:

“Não choreis por mim! Chorai antes por eu ter rebaixado com minha descrença a Santa Mãe de DEUS. Dei até ordens para que se fechassem as estradas de acesso aos peregrinos..." 

E NOSSA SENHORA vem em seguida dizer:

"Eles só acreditam quando já é tarde. Na eternidade lhes é tirada a venda dos olhos. Esta cegueira de corações endurecidos que nem por lágrimas se deixam comover...

Após o falecimento, diz o Bispo Buchberger:

"Peço que escrevam ao Santo Padre João XXIII, a todos os Cardeais, ao Núncio Bofite, ao Arcebispos e Bispos! Que se faça um novo RELATÓRIO e restabeleçam os direitos de NOSSA SENHORA! Nós, Bispos, temos culpa grave porque não acreditamos na missão de NOSSA SENHORA no mundo!... Não seremos libertados, nem chegaremos à visão de DEUS enquanto não se reparar o prejuízo feito à Igreja..."

À 08/12/1961, às 22 hs, fala o falecido Bispo Keller, de Munique:

"Escreve ao Santo Padre que eu fui enredado no maldito Decreto contra as Aparições em Heroldsbach. Pede ao Santo Padre que indague com urgência sobre o caso. Por favor, reza por minha pobre alma, tu que fizeste voto de orar pelos sacerdotes, oferece por nós o Sangue Precioso durante a Maria Vilas Boas:
Santa Missa.”

 

À 08/12/1961, às 22 hs, NOSSA SENHORA veio, finalmente, dizer:

“O culto Mariano tem de ser aprovado em muitos lugares e não apenas em alguns!... Sem saber em que arraial se encontram, trabalham Bispos e Padres ao lado do Inimigo!”

 

A FALSA PRUDÊNCIA: IGNORAR E ABAFAR PARA EXTINGUIR. 

À 19/09/1962, a Palavra de NOSSO SENHOR:

“Tratando-se de autoridade eclesiástica, ninguém deve praticar abuso contra meus filhos Videntes (confidentes).

Também o Sr. Bispo de Leiria (Fátima) encontra-se ainda no lugar de purificação. Ele não acreditou na Mensagem de minha querida Mãe e Rainha. SE ELE TIVESSE AGIDO, A SEGUNDA GUERRA TERIA SIDO EVITADA! Todos teriam aceito prontamente o grito para fazerem penitência!

Por que só se acredita quando vem o castigo? E por que murchou a Fé no círculo dos Pastores?

Uma vez que o povo em sã razão está acreditando, por que o castigam? Quem justifica perante DEUS tal procedimento?

É bom fazer reparação ainda em vida, e pedir desculpas pelos grandes crimes cometidos CONTRA AS ORDENS E DESÍGNIOS DE DEUS...”  (Fim)

***

Breve histórico: Em conseqüência da perseguição insidiosa que o clero alemão da época moveu contra uma aparição autêntica de Nossa Senhora, inclusive envolvendo o próprio Papa Pio XII, Nosso Senhor Jesus Cristo decidiu se manifestar para mostrar toda a sua contrariedade e tristeza pelas equivocadas e trágicas decisões tomadas. Para tanto, procurou usar um de seus instrumentos místicos mais queridos em toda a Alemanha, na época, chamado Teresa Neumann. No entanto, ela cedeu às pressões e perseguições do clero e capitulou, não tornando públicas as mensagens que revelavam os alertas e reprimendas do Senhor em conseqüência dos fatos ocorridos. Com isso, nosso Salvador teve que lançar mão de outro instrumento na Alemanha, também muito amado, Teresa Obermayer, por quem chegaram até nós estes avisos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário