quinta-feira, 1 de março de 2018

PADRE PIO E O ROSÁRIO


🕊 Uma noite, Padre Pio, dirigindo-se ao confrade que o ajudava a ir à cama, disse-lhe: -"Guido, antes de ir, pega minha arma.”
O irmão, maravilhado, que não entendia o que ele estava falando, disse-lhe:
-"Qual arma eu tenho que pegar?"
- “Aquela que está no bolso do hábito". - respondeu P. Pio. 
O frade, embora hesitante porque pensava que poderia ser uma piada, colocou a mão no bolso de seu hábito e disse:  
- "Padre Pio, mas aqui não há nenhuma arma!” 
O Padre Pio insistiu: - "Olhe bem porque ela deve estar aí!"
O frade, para não contrariá-lo, colocou de novo a mão no bolso e disse: 
- "Padre, aqui há apenas a Coroa do Rosário, não há nenhuma arma." E  Padre Pio respondeu: 
- "E porquê, essa não é uma arma?". O frade finalmente compreendeu o que queria dizer o Padre Pio e ficou indubitavelmente edificado e sereno.

Da frase de Padre Pio e do episódio narrado, está bem claro que a Coroa do Santo Rosário era usada por Padre Pio como uma arma. E sabendo que ele a usava continuamente durante o dia e de noite, compreendemos que ele andava sempre armado. Agora, se quiséssemos entender o que significa uma “arma” no dicionário italiano, encontramos esta definição: "tudo o que serve para o homem como instrumento de ataque ou defesa".

Então Padre Pio sempre estava armado porque ele conduzia uma batalha diariamente, e a arma, a arma simples e humilde do Santo Rosário, que não machuca ninguém, ao contrário faz bem a todos, servia-lhe de ataque e defesa contra o inimigo espiritual, o maligno. De fato, é ele que diz: "A Coroa é uma arma poderosa para colocar o diabo em fuga, para superar as tentações".                      Frei Carlo

Nenhum comentário:

Postar um comentário