terça-feira, 14 de agosto de 2018

TRECHO DA MENSAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO NO SANTUARIO DAS APARICOES DE JACAREI DIA 7.8.2018


Eu te amo e também abençoo Meu servo dedicadíssimo e abençoo também o teu Pai Espiritual Carlos Tadeu, Meu filho prediletíssimo, a quem muito amo.

Sim, filho Meu, fica sabendo que o Meu Sagrado Coração te amou muito antes que viesses a existir.

Sim. Quando Eu jejuava no deserto poderei aquele jejum por ti. E não apenas isso, durante toda a Minha vida todos os sábados jejuava Eu também por ti e oferecia ao Pai aquele jejum além dos que já fazia. Sobretudo, todas as noites prostrava-Me diante do Meu Pai, três vezes, para rezar por ti e para implorar Graças do Amor e da Destra Misericordiosa de Meu Pai por ti.

Tu, que no futuro deverias cumprir uma Grande Missão para Glória de Meu Pai, para Triunfo de Meu Coração unido a uma alma privilegiada Minha.

Sim, filho Meu, rezava Eu por ti. E não tema nunca, porque o Meu Sagrado Coração está contigo, nunca te abandonará e sempre te acompanhará em todos os momentos da tua vida.

Sim. Naquele momento em que Eu agonizava no Jardim das Oliveiras. A visão que Eu tive de ti deu grande consolo ao Meu Sagrado Coração.

Sim. És Meu consolador e não apenas naquele momento. 
Mas também, quando na Santa Ceia vi que Judas havia decidido verdadeiramente cumprir a traição contra Mim, que já havia negociado contra os Meus inimigos. Meu Coração foi ferido por uma profundíssima espada de Dor. 
Naquele momento tive uma visão dada por Meu Pai de ti, da tua futura fidelidade e obediência e esse Amor, a tua fidelidade a Mim, consolou-Me pela grande de Dor causada ao Meu Coração por Judas quando ele colocou Comigo na mão no bocado molhado no prato.

Sim, quando ele fez aquilo confirmou-Me que estava decidido a trair-Me definitivamente. Naquele momento o Meu Coração sangrou de Dor, mas imediatamente a visão de ti, Meu filho, da tua obediência consolou-Me.

Segue sendo Meu servo fiel, Meu consolador, que cura as feridas do Meu Sagrado Coração abertas por tantos filhos ingratos que não Me querem amar, que Me desprezam, mesmo depois de Eu ter morrido por eles, dado a Minha Vida por eles e ter derramado todo o Meu Sangue por eles.

Segue sendo com o Meu filho dedicadíssimo, a alma privilegiada a quem te dei por filho, segue sendo consolo do Meu Coração.

E ama o filho que te dei, porque com ele aprenderás a Me amar redundante, excessivamente, a amar a Minha Mãe com todas as forças. E assim, transformado numa Chama Incessante de Amor na Terra, um dia ocuparás aquele Lugar que este filho te deu, no meio dos Serafins que são os Anjos mas abrasados de Amor por Mim, que Me adoram e Me amam sem cessar no Céu.

Eu te abençoo com Amor agora é abençoo a todos os Meus filhos Aqui presentes: de DOZULÉ, de PARAY-LE-MONIAL e de JACAREÍ.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário