quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

JACAREÍ, 25 DE NOVEMBRO DE 2018.

(Maria Santíssima): “Queridos filhos, Eu sou a Senhora das Graças!
Eu sou a graça. Sou tão cheia de graça que sou a própria graça para todos vocês!
Sou a Senhora da Medalha Milagrosa e hoje convido a todos os Meus filhos a darem o seu 'sim' de amor a Deus como o deu a minha filhinha Catarina Labouré.
Sobretudo, chamo os jovens a darem o mesmo 'sim' de amor que ela deu ao Meu filho Jesus, abraçando a vida angélica, a vida religiosa.

A vida religiosa é aquele jardim selado, que se fala no Cânticos dos Cânticos, onde a alma não só é guardada de todos os perigos que ameaçam a salvação eterna, mas também é o jardim selado onde a alma amante de Deus recebe dele todo o seu amor, recebe dele todos os abraços de sua graça, todos os beijos de suas graças infinitas e incessantes de amor e onde a alma como que embriagada de amor vive, desfalece sem cessar de amor nos braços do seu amado que é o Meu divino filho Jesus Cristo.

A vida religiosa consagrada é aquela casa construída sobre a rocha da qual o Meu filho Jesus falou no evangelho que o homem prudente, o homem sábio procura construir. 
Contra esta casa edificada sobre a rocha, vem as ondas abaterem-se contra ela; os ventos fortes sopram, mas a casa não cai porque está firmada, está alicerçada, construída sobre a rocha. Esta rocha é a vida religiosa, onde a alma que se consagra a Deus verdadeiramente tem de Deus todos os auxílios, todas as graças, todos os remédios para curar-se de toda doença espiritual para crescer na santidade e no verdadeiro amor a Deus; para crescer nas virtudes e também onde ela é defendida de todas as tempestades, de todas as ondas dos vícios; dos males deste mundo.

Sim, não há lugar onde a alma seja mais resguardada dos males do mundo que na vida religiosa, que nas ordens religiosas. 
Por isso, sábio é o homem que constrói a sua casa sobre a rocha, ou seja, que abraça esta vida que por si só, protege a alma das ondas e dos ventos tempestuosos, dos males e dos pecados deste mundo.

Como é sábio o homem que constrói esta casa sobre a rocha, que compreende a beleza da vida consagrada religiosa, que entende o valor dela e de como esta vida, verdadeiramente, é um jardim selado onde Satanás não pode penetrar. 
É uma casa construída sobre a rocha, onde as ondas dos males deste mundo não conseguem derrubar a alma, não conseguem alcançá-la e por isso a alma chega vitoriosa aos portões do Céu e ali pelos Anjos é recebida em festa, gloriosamente e por Mim é coroada triunfalmente.

Que cada jovem alma siga o exemplo da minha filhinha Catarina Labouré que compreendeu tudo isso, e portanto, tornou-se sábia em tão pouca idade, construindo já a sua casa sobre a rocha da vida consagrada religiosa onde ela realmente recebeu do Senhor e de Mim, os maiores favores, as maiores graças e onde eu mantive a alma dela segura de todos os ventos e ondas dos males e das tentações do mundo e onde a minha filha verdadeiramente resistiu a tudo isso; voou da Terra e chegou triunfalmente aos portões do Céu onde os santos Anjos a receberam com festa e júbilo e onde eu a coroei, triunfalmente, como vencedora do mundo.

Compreendam também meus filhos, o quanto a vida é breve, o quanto a vida é passageira. 
Lembrem-se dos seus amigos, parentes e conhecidos que de repente faleceram; um dia estavam vivos e no outro dia vocês já os viram adentrando os portões do cemitério.

O Meu filho Jesus permite que isto aconteça para avisar os familiares que estão no sono do pecado, no sono do ateísmo, no sono do materialismo, no sono dos prazeres mundanos longe de Deus para que acordem enquanto ainda tem tempo e para que voltem a Deus pelo caminho da oração, do sacrifício e da penitência.
Neste caso, não é uma punição, um castigo a morte repentina, mas um meio do qual o Meu Filho se serve para avisar os familiares; avisar os amigos, para que se convertam; para que mudem de vida e para que saiam do sono de morte aonde eles se encontram.

Sim, pensem meus filhos, o quanto esta vida é um fio finíssimo que qualquer enfermidade de uma hora para outra pode cortar.

Pensem, que vocês mesmos podem dormir vivos e no outro dia estarem mortos.
Pensem, que hoje vocês estarão aqui; amanhã uma dor de cabeça, um rompimento de algum vaso, poderá fazer com que vocês adentrem também os portões do cemitério e muito pior: adentrem os portões do Inferno se vocês não estiverem em santidade!

Pensem Meus filhos, o quanto a vida é breve e por isso preparem-se para serem chamados pelo Meu Filho pois Ele pode chamá-los a qualquer momento. Ele virá como um ladrão, muitas vezes, sem avisar. 
Por isso, Meus filhos, convertam-se sem demora para que naquele momento do passamento de vocês desta vida para aquela, aquela vida que nunca acaba, a vida eterna, vocês estejam em santidade e possam ser coroados pelo Meu Filho como servos dignos da sua glória eterna.

Pensem, Meus filhos, em que mesmo o homem mais rico do mundo não pode comprar a sua vida na hora da morte; não pode negociar com o Meu Filho; não pode negociar com Deus; não pode permutar com a morte para prolongar a sua vida. Por isso, não se apeguem aos bens deste mundo, porque eles não poderão ajudar vocês na hora da morte de vocês.

Rezem, façam penitência, sacrifiquem-se aceitando os sofrimentos que Deus lhes permite para expiar os pecados de vocês mesmos e os pecados dessa humanidade que cada dia mais ofende a Deus para que assim vocês estejam purificados na hora da morte e sejam considerados dignos pelo Meu Filho de habitarem com ele no seu palácio celestial.
Marcos, minha amada alma reparadora, muito obrigada pelo sacrifício que você ofereceu esta noite da sua dor de cabeça. Sim, meu filho, você salvou com esta dor 319 mil almas; também pelo Terço da Misericórdia 99 que você fez em honra do Meu Filho e também por amor a mim, esse Terço que você fez com tanto amor no coração para comigo e para com o Meu Filho; os méritos desse Terço da Misericórdia salvaram 59.522 almas!

Alegre-se Meu filho, porque estas almas um dia encontrar-se-ão com você no Céu e lá elas te abraçarão, elas te beijarão e elas te conduzirão no meio dos Anjos por entre cânticos de alegria e de júbilo! 
Obrigada, porque muitas almas do Purgatório saíram graças a este Terço da Misericórdia. Na verdade  23.472 almas saíram do Purgatório assim que você ofereceu este Terço da Misericórdia que você gravou, por elas.
Que isto sirva de lição, não só para você, mas para todos os Meus filhos, de que nenhuma obra feita com amor verdadeiro, sincero, por Deus e por Mim fica sem fruto, fica sem recompensa.
Sim, e o seu pai Carlos Tadeu por quem você ofereceu em primeiro lugar, recebeu 72.340 bênçãos do Coração Misericordioso de Jesus e do meu Coração.

Alegre-se filho! Alegre-se, porque desta forma você está ajudando muitas e muitas almas que precisam. Continue, continue fazendo esses Terços da Misericórdia que tanta luz lançam no Purgatório; tanta luz lançam na humanidade; tanta luz lançam nas almas e tanta sabedoria divina incutem nos corações dos homens.

Sim, ao contemplar a vida dos Santos, ao contemplar os exemplos deles cheios de luz, as almas também se iluminam, são iluminadas pela luz do Meu Imaculado Coração e assim, cada vez mais dissipamos as trevas de Satanás, as trevas de pecado, de vício, de erro, de apostasia.

Avante meu filho! Não pare nunca! Você é o grande consolador do Meu Imaculado Coração, por este Terço da Misericórdia você consolou muito o meu Coração e o do Meu Filho Jesus e afastou de 5 países da Terra 12 castigos.
Alegre-se! Continue em frente meu filho! Vá e não pare jamais! 
Um dos países salvos por esse Terço da Misericórdia que você gravou, rezou e ofereceu foi a Austrália.

Continue Meu filho, continue oferecendo; continue trabalhando para salvar tantas almas que precisam!

Desejo que os Meus filhos trabalhem mais por mim. Que todo dia 27 de cada mês, façam um cenáculo em honra da Minha aparição à minha filha Santa Catarina na Rue du Bac. Que levem a Minha imagem com a da Minha filha Catarina; que divulguem aos Meus filhos o filme da Minha aparição a ela que o Meu filhinho Marcos fez e  que no dia 29 de cada mês façam um cenáculo em honra da minha aparição em Beauraing, na Bélgica. Se não tiverem a minha imagem, levem o meu quadro, falem da minha aparição às 5 crianças privilegiadas a quem eu Me mostrei e sobretudo, meditem nas Minhas mensagens. Sobretudo na última que lá dei quando disse:
 ‘Amam o Meu Filho? Amam a Mim? Então, sacrifiquem-se por Mim!’

Quero amor de sacrifício, quero almas que saibam se sacrificar por mim.
Quero almas que saibam sofrer por mim.
Almas que saibam trabalhar por mim.
Almas que saibam fatigar-se por mim.
Almas que não tenham preguiça no Meu serviço.
Almas que não tenham lentidão no meu serviço.
Almas que não sejam egoístas, que esqueçam de si mesmas, para pensar em mim, no quanto sofro por tantos filhos Meus que se afastam do meu Coração, a cada hora, a cada dia que passa. 
Filhos que não sejam egoístas, que saibam inclusive esquecer-se das suas próprias dores e sofrimentos, para pensar nas minhas dores e para me ajudar, para trabalhar, para me ajudar a salvar as almas dos meus filhos.
Filhos que não tenham egoísmo e que saibam esquecer-se de suas vontades, até mesmo do seu descanso, do seu conforto, para se lançarem na luta junto comigo para me ajudar a salvar almas.

Quero almas como o meu filho Paulo da Cruz, que era um verdadeiro caçador de almas. Como desejo que hajam mais almas como São Paulo da Cruz, insaciável na salvação das almas, insaciável, infatigável no trabalho pela salvação das almas.

Oh! Como quero outras almas assim!
Por isso, desejo que todo dia 29 meditem nas Minhas mnsagens dadas em Beauraing. E, reflitam que o verdadeiro amor é o amor de sacrifício. Quem não se sacrifica por mim, não me ama, não sabe me amar, não aprendeu a me amar.

Quero almas que se aproximem de mim, com a reta intenção de se sacrificarem por mim, se fatigarem por mim. Até mesmo, arriscarem a própria vida por mim, como fez o meu Maximiliano Kolbe, meu Afonso de Ligório, o Meu Geraldo Majella, o meu Luis de Montfort e tantos outros Santos que inclusive correram perigo de vida por mim; c
omo também fez o meu filhinho Marcos, que arriscou a vida dele tantas e tantas vezes, por amor a mim, e também, por amor às almas de vocês.
Por amor a vocês ele sacrifica a saúde, por amor a vocês sacrifica o corpo indo até o limite. Por vocês, ele renunciou à saúde para todas as noites sofrer no lugar de vocês, para expiar os pecados de vocês e sofrer o castigo que vocês mereciam pelos seus pecados do passado, do presente e do futuro.

Desejo almas que saibam sacrificar-se assim pelos irmãos, pelas almas, pelo mundo e também por mim. Quero almas chamas incessantes de amor!
Por isso, mais meditação das minhas mensagens, sobretudo, a última de Beauraing, para que os meus filhos aprendam que me amar é se sacrificar por mim, no corpo, na saúde, na alma, no espírito, na vida.
Somente assim, as almas são purificadas, e depois de um tão grande sofrimento da corte das almas reparadoras, das almas vítimas, por fim, triunfará o meu Imaculado Coração e raiará para o mundo a nova aurora de paz, de felicidade, de santidade e de amor a Deus que eu estou preparando todos os dias no silêncio do meu Coração Imaculado. Finalmente, a Terra será renovada e o mundo será mundo de amor, mundo de paz, mundo de santidade.

Continuem a rezar o meu Rosário todos os dias!

Que os jovens compreendam que a Arca de Noé que salvou o justo Noé e sua família do Dilúvio, é a imagem perfeita da vida religiosa.

Aquele que entra nesta Arca é salvo do dilúvio dos vícios, dos males deste mundo corruptor e ali, a alma é guardada por mim e pelos Anjos em segurança na casa e no serviço do Senhor; ali, ela é protegida, mantida incólume, a salvo do dilúvio aonde os que residem neste mundo tantas e tantas vezes se afogam.
Que os jovens compreendam este mistério de amor, que é a vida consagrada religiosa. E a este mistério do amor de Deus pelo homem correspondam com um 'sim' de amor, com a resposta do verdadeiro amor.
A todos abençoo com amor agora da Rue du Bac em Paris, de Lourdes e de Jacareí.”


(Maria Santíssima após tocar os Sacramentais): “Conforme já disse, aonde quer que um desses terços, livros, objetos santos cheguem, ali estarei viva levando as grandes graças do Senhor.
Rezem muito meus filhos, porque vocês estão incluídos nos planos que eu fiz, que eu comecei com a minha aparição a minha filhinha Santa Catarina em Paris. Aqui, vou terminar aquilo que lá comecei e realizar a grande obra do meu triunfo.
Todas as aparições se cumprirão e se concluirão exitosamente, gloriosamente, aqui. Rezem! Para que vocês tenham um espírito de piedade, fortaleza. Tenham a coragem, a perseverança, o valor, que é necessário, que são necessários, para que vocês possam realizar plenamente e perfeitamente os planos que eu fiz sobre vocês, que eu fiz sobre este lugar para a salvação do mundo inteiro.
A todos, novamente abençoo e deixo a minha paz.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário