terça-feira, 29 de janeiro de 2019

17 de julho - Dia de Santa Generosa


https://radiomensageiradapazjacarei.blogspot.com/2017/06/escute-radio-mensageira-da-paz-ao-vivo.html




Jacareí, 12 de abril de 2009 - Mensagens de Nossa Senhora e Santa Generosa comunicadas ao vidente Marcos Tadeu Teixeira


Mensagem de Maria Santíssima Mãe de Deus


“-Amados filhos... Eu Sou a Mãe do Redentor... Estive aos pés da Cruz do Meu Filho para ajudá-Lo na obra da Redenção. Com Ele, colaborei todos os dias de Minha Vida na Grande obra da Redenção e Salvação do Mundo. Com Ele, sofri arcebíssimas dores..., derramei abundantes Lágrimas de Sangue e padeci no Corpo e na Alma dores atrozes que nenhuma língua jamais poderá descrever e nenhuma mente poderá compreender e perscrutar...


Por isso, Sou também a Mãe de todos os homens, RAINHA DE TODO O UNIVERSO, Rainha dos Anjos e de toda a criação de Deus.
Eu Sou a Mãe Jubilosa da Redenção e da Ressurreição que com o Filho oferece hoje ao Eterno Pai a conclusão da obra que Ele nos incumbiu de realizar para vos abrir as portas do Paraíso, vos tornar novamente filhos de Deus e para vos dar, a possibilidade, de um dia entrardes no Céu para gozar de Deus, de sua Bem aventurança e felicidade eterna.
Chamo-vos, portanto, hoje, a olhardes para o Meu Filho que ressurge vencedor da morte, do Pecado e do mal, para que assim , à luz da Ressurreição do Meu Jesus, vós todos também possais ressurgir para a nova vida da graça.


Ressurgi para a vida da graça, por meio de uma profunda conversão dos vossos corações e pela tomada da decisão séria, firme e decidida de serdes totalmente de Deus, de Cristo..., de renunciardes aos prazeres fáceis deste mundo que vos conduzem ao afastamento de Deus e a morte da alma.


Ressurgi para a vida da graça, seguindo-Me pelo caminho que Eu vos tracei ao longo dos anos nas Minhas Aparições aqui que é de Oração, de Sacrifício, de Penitência, de paciência, de silêncio, de confiança, de esperança, de esquecimento de vós mesmos, de doação total a Deus e de PLENA CORRESPONDÊNCIA ao Seu plano de amor.


Ressurgi para a vida da graça, abrindo os vossos corações para à Luz de Cristo para que ela entre dentro de vossas almas, expulse as trevas e possa então encher o vosso entendimento e o vosso coração, movendo a vossa vontade a procurardes cada vez mais imitardes as virtudes de Cristo e as Minhas virtudes para que desta forma possais dar ao mundo um vibrante exemplo de amor, de fé e de entrega total ao amor do Meu Filho Jesus.


Se fizerdes isso, a vossa vida será uma perfeita e gloriosa ressurreição a cada dia e assim como a Luz de Cristo resplandecerá em vós sem sombra nem obstáculo, ela também acabará por brilhar na vida de todos aqueles que olharem para vós e me enxergarem presente com o Meu Filho em Vós vivendo reinando na vossa vontade, na vossa vida, na vossa liberdade.
E eles então, vendo a luz que resplandece em vós procurarão também esta luz e por sua vez, eles também se tornarão reflexos da nossa luz para outras almas, para que assim o mundo vá se iluminando dia após dia com a luz da vitória do Meu Filho até chegar à conclusão final deste tempo de vigília e de espera que culminará com a SEGUNDA PÁSCOA DE JESUS NA GLÓRIA, com a vinda do Meu Filho Jesus, juntamente comigo e com os Santos Anjos para finalmente darmos aos nossos filhos OBEDIENTES E FIÉIS, a sua recompensa que desde há muito, lhes é preparada e reservada.
Assim, Meus filhos, hoje no dia da ressurreição e da vitória do Meu Filho Jesus e da Minha vitória sobre o pecado, o demônio e a morte, a todos vos abençoo, generosamente...”


Mensagem de Santa Generosa


“Amados irmãos, Eu Generosa, vos abençoo hoje também com a Virgem Santíssima.
Sou vossa irmã e desde o Céu, olho para vós com bondade, piedade e generosidade.
Generosa fui Eu chamada e generosa quero ser Eu nas bênçãos e nos auxílios cotidianos com os quais quero ajudar-vos a aprenderdes o verdadeiro amor a Deus, á Sua Mãe Santíssima e a sua lei de amor.


Sede generosos para com o Senhor, abrindo os vossos corações á Ele. Dando-lhe toda a sua vida, dando-lhe a vossa vontade, vossa liberdade... Desapegando-vos daquilo que ainda vos prende e que ainda divide os vossos corações entre: amar a Deus com todas as forças e amar a Deus um pouco e o restante, amar as criaturas.


Sede generosos para com Deus, expulsando de vossos corações todos os outros amores que usurpam o vosso amor de Deus, que vos impedem de amar a Deus e que vos fazem resistir ao amor de Deus que há tanto tempo vos espera, vos chama, vos convida a entregardes completamente à Ele e nos braços dEle.


Sede generosos para com Deus, abrindo de par em par as portas dos vossos corações, procurando cada dia mais cumprir Seus mandamentos, seguir as inspirações de Sua graça, corresponder ao amor Divino, esvaziando-vos completamente de vós mesmos para que então nas vossas almas e nos vossos corações haja lugar para o Espírito Santo derramar a Sua graça, agir em vós, operar na vossa vida e por meio da vossa vida, também operar na vida daqueles que encontrais pelo caminho...


Sede generosos para com Deus, procurando cada dia mais serdes perfeitos imitadores de Cristo, de Sua Mãe Imaculada, de São José, para que assim, vossas vidas como espelhos claríssimos possam refletir a imagem e a presença dEles para as almas que ainda não Os conhecem e assim vendo-Os refletidos em vós, possam ver e conhecer a beleza, a sublimidade e a bem-aventurança que é amar os Corações de Jesus e Maria por meio do Coração de São José.
Sede generosos para com Deus, procurando cada dia mais, amar a Deus com mais largueza e dilatação dos vossos corações; nunca pensando que já O amais o bastante, que já fizestes muito ou então, que já sois grandes amigos do Senhor, pelo contrário, considerais-vos cada dia mais indignos, mais traidores, mais mesquinhos, mais egoístas, preguiçosos, e indispostos para o amor do Senhor , para que assim verdadeiramente vos estimuleis a amar-lo cada vez mais, a doar-vos cada vez mais ao Seu amor, a Sua Bondade e ao Seu Plano de salvação.


Se fizerdes isso, sereis verdadeiros servidores e imitadores Meus, verdadeiros alunos Meus e Me seguireis pela estrada que Eu mesma percorri, enquanto vivi em Minha vida que foi a estrada da generosidade, da doação , da entrega total à vontade do Senhor ao seu beneplácito para a Sua maior glória e alegria.


Sobretudo combatei a vossa preguiça que tantas vezes vos impede de serdes fervorosos e abrasados, prontos e decididos no serviço do Senhor.


No reino dos céus os preguiçosos não entrarão. Desta forma, crescereis cada dia na virtude, na perfeição, na santidade que o Senhor e a Sua Mãe tanto espera de vós.


Aqui, neste lugar Sagrado, onde Eles aparecem a tantos anos, vós sois chamados a uma grande santidade, a uma grande perfeição e MENOS QUE ISSO O SENHOR NÃO ACEITARÁ DE VÓS, por isso esforçai-vos o mais que puderdes e o restante, o que não conseguirdes atingir, Eu prometo suprir com os méritos que Eu consegui com os Meus sofrimentos e as Minhas dores.


A todos hoje com amor e GENEROSIDADE, abençoo.”



*********************************************

Santa Generosa e
seus companheiros mártires
Século II


No século II da era cristã, Scili era uma pequena província romana do norte da África, não muito distante da capital Cartago, onde residia Saturnino, o procônsul designado pelo imperador Cômodo.


Cômodo governou o Império Romano por doze anos. Era um tirano cruel e vaidoso. Para divertir-se, usava roupas de gladiador e matava seus opositores desarmados no Anfiteatro Flávio, atualmente conhecido como Coliseu. Durante o seu reinado, determinou que os cristãos voltassem a ser sacrificados.


A Cartago romana deveu seu resplendor principalmente ao cristianismo, bem depressa aceito por seus habitantes. Consta que foi o apóstolo são Marcos que a evangelizou. Logo foi elevada à condição de diocese e tornou-se a pátria de grandes santos, como Cipriano, Agostinho e muitos outros. Mas também foi o local onde inúmeros cristãos morreram martirizados, após serem julgados e condenados pelo procônsul Saturnino, que obedecia às ordens de Roma.


Nessa ocasião, na pequena vila de Scili, doze fiéis professavam, tranqüilos, o cristianismo. Eram todos muito humildes e foram denunciados pelo "crime" de serem cristãos. Então, foram simplesmente presos e levados pelos oficiais do procônsul a Cartago, para serem julgados.


Naquela cidade, no dia 17 de julho, na sala de audiências, Saturnino começou dizendo aos acusados que a religião dele mandava que os súditos jurassem pela "divindade" do imperador e que, se eles fizessem tal juramento, o soberano os "perdoaria". Assim, foram todos interrogados, entre os quais Generosa. Eles confessaram a fé em Cristo e disseram que nenhum tipo de morte faria com que desistissem dela.

Outra vez Saturnino ordenou que renegassem a fé cristã, que adorassem o imperador. Então Esperato, em nome de seus companheiros, respondeu que não reconheciam a divindade do imperador e que serviriam unicamente a Deus, que era o Rei dos reis e o Senhor de todos os povos. Não temiam a ninguém, a não ser ao Senhor Deus, que está nos céus. E que desejavam continuar fiéis a ele e perseverar na fé: sim, eram cristãos.


Diante de tão clara e direta confissão, o procônsul sentenciou: "Ordeno que sejam lançados no cárcere, pregados em cepos e decapitados: Generosa, Vestina, Donata, Januária, Segunda, Esperato, Narzal, Citino, Vetúrio, Félix, Acelino e Letâncio, que se declaram cristãos e se recusam a tributar honra e reverência ao imperador".


Assim está descrito o martírio de santa Generosa e seus companheiros no catálogo oficial dos santos, também chamado Martirológio Romano. A veneração litúrgica de santa Generosa é celebrada no dia de seu trânsito para a vida eterna.






Igreja em honra de Santa Generosa ,criada a 04 de abril de 1915. Há uma partícula de seus ossos nessa igreja e exposta a veneração dos fiéis, nos dias a ela dedicados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário