sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

As aparições de Nossa Senhora Rainha da Paz em Medjugorje










A MÃEZINHA DO CÉU VEM À TERRA PARA CHAMAR SEUS FILHOS
 À CONVERSÃO PELA ÚLTIMA VEZ

Desde 24 de junho de 1981, a Gospa (Nossa Senhora, na Língua Croata) aparece a dois homens e quatro mulheres. No início, jovens comuns do vilarejo de Medjugorje localidade da Bósnia-Herzegóvina, que pertencia à ex-Iugoslávia. No início, a Rainha da Paz aparecia aos seis videntes todos os dias. Depois de algum tempo, alguns deles ainda têm as aparições diárias, mas, outros, têm as aparições em datas determinadas por Maria.
Nossa Senhora, ao longo das aparições, lhes confiou alguns segredos a respeito da humanidade. Através de um dos antigos padres de Medjugorje a humanidade ficará sabendo deles três dias antes de acontecerem. Ela afirma que deixará, no Podbrdo (Colina das Aparições) um sinal visível, palpável e que, com ele, todos acreditarão que ela realmente apareceu durante todos esses anos. Ela também pede à humanidade que se converta o mais rápido possível, pois, após deixar o sinal, será tarde.

O primeiro dia

No dia 24 de junho de de 1981, por volta das 18h00, os seguintes jovens: Ivanka Ivankovi, Mirjana Dragicevic, Vicka Ivankovic, Ivan Dragicevic, Ivan Ivankovic e Milka Pavlovic viram em uma região chamada Podbrdo (sobre o monte Crnica), uma mulher jovem e belíssima com uma criança entre os braços. Naquela ocasião, não disse a eles nada, mas apenas fez um aceno com a mão para que se aproximassem. Eles, porém, estarrecidos e com medo, não se aproximaram, se bem que imediatamente pensaram que se tratava de Nossa Senhora.

O segundo dia

No dia 25 de junho de 1981, os jovens, todos de acordo entre si, na mesma hora, voltaram novamente ao local no qual, no dia anterior, lhes aparecera Nossa Senhora, na esperança de vê-la outra vez. De repente, apareceu uma luz. Junto a ela, os jovens viram também Nossa Senhora, mas sem o Menino Jesus entre os braços. Era indescritivelmente bela, radiosa e sorridente. Com as mãos, fazia sinal para que eles se aproximassem. Os jovens tomaram coragem e se aproximaram dela. Imediatamente caíram de joelhos e iniciaram a rezar o Pai-Nosso, a Ave-Maria e o Glória-ao-Pai; e Nossa Senhora rezava junto com eles, à exceção da Ave-Maria. Depois da oração iniciou a falar com os jovens. Ivanka lhe perguntou logo sobre sua mãe, que havia morrido dois meses antes. Mirjana pediu à Virgem um sinal para que as pessoas acreditassem que os jovens não mentiam e não estavam loucos, como alguns diziam.

No fim, Nossa Senhora, se despediu dos jovens com as palavras: “Adeus, anjos meus”. À pergunta dos jovens se Nossa Senhora apareceria novamente no dia seguinte, ela respondeu fazendo um sinal afirmativo com a cabeça. Segundo o testemunho dos jovens, toda a cena foi indescritível. Naquele dia, no local que os jovens tinham visto a Virgem no dia anterior não estavam presentes Ivan Ivankovic e Milka Pavlovic. No lugar deles estavam Marija Pavlovic. e Jacov Colo. Desde então, com base nos seus testemunhos, a Virgem aparece regularmente. Ivan Ivankovic e Milka Pavlovic, que estavam junto aos outros videntes no primeiro dia, não viram mais Nossa Senhora, porém se uniram aos outros na esperança de vê-la de novo.

O terceiro dia

No dia 26 de junho de 1981, os jovens conseguiram ansiosos esperar até às 18h00, horário no qual a Virgem havia lhes aparecido antes. Dirigiram-se novamente ao mesmo lugar para encontrá-la. Estavam muito felizes, mas aquela felicidade estava um pouco misturada ao medo devido à incerteza que ainda reinava sobre todos esses acontecimentos. Não obstante tudo, os jovens perceberam uma força interior que lhes impelia em direção à Virgem. Quando os jovens estavam ainda a caminho, uma luz lampejou rapidamente por três vezes. Para eles e para os outros que os seguiam foi um sinal que os fez entender onde Nossa Senhora estava. Desta vez se manifestou alguma coisa a mais em comparação aos dias precedentes, mas, no meio tempo, Nossa Senhora de repente desapareceu. Porém, quando os jovens iniciaram a rezar, ela reapareceu novamente e estava maravilhosa, serena, feliz e sorridente.

Um homem do grupo que se dirigiu com os jovens ao lugar das aparições, saindo de casa e seguindo o conselho de algumas mulheres idosas, levou consigo um pouco de água benta, para que os jovens pudessem usá-la para aspergir a aparição e, deste modo, eventualmente proteger-se de Satanás.

Uma vez em companhia da Virgem, Vicka pegou a água benta e começou a aspergir, dizendo: “Se sois Nossa Senhora, permanecei conosco. Se não sois, ide embora!”. Ouvindo isso, a Virgem sorriu e permaneceu com os jovens. Então, Mirjana perguntou-lhe como se chamava e ela respondeu: “Eu sou a bem-aventurada Virgem Maria”. Naquele mesmo dia uma vez que os jovens deixaram o Podbordo, a virgem apareceu de novo, mas somente a Mirjana e disse: “Paz, paz, paz e somente paz!”. Atrás dela (Nossa Senhora) havia uma cruz. E com lágrimas nos olhos repetiu por duas vezes: “A paz deve reinar entre Deus e os homens; e no meio dos homens!”. Isso se deu na metade da estrada que conduz ao local das aparições.

O quarto dia

No dia 27 de junho de 1981 a Virgem apareceu aos jovens três vezes. Eles fizeram muitas perguntas a Ela e Nossa Senhora respondeu-as todas. Sobre os sacerdotes, disse: “Que os sacerdotes creiam firmemente e protejam a fé do povo!”. Novamente, Mirjana e Jakov pediram-lhe para que deixasse um sinal, pois começaram a insinuar que os jovens eram loucos ou drogados. A Virgem respondeu a eles: “Não tenhais medo de nada!”.

Antes de despedir-se, à pergunta se Ela viria outra vez, Nossa Senhora com um sinal da cabeça respondeu afirmativamente. Enquanto desciam do Podbrdo, Nossa Senhora apareceu-lhes de novo e se despediu dos jovens com as palavras: “Adeus, anjos meus! Ide em paz !”.

O quinto dia
No dia 28 de junho de 1981, logo cedo, começou a chegar uma infinidade de pessoas provenientes de todas as partes. Ao meio-dia havia quinze mil pessoas. Naquele mesmo dia, o pároco, Frei Jozo Zovko, interrogou os jovens sobre aquilo que eles tinham visto nos dias precedentes.

No costumeiro horário, a Virgem apareceu de novo. Os jovens rezaram com ela e, de novo, lhe perguntaram algumas coisas. Por exemplo, Vicka lhe perguntou: “Minha Nossa Senhora, o que deseja de nós?”, e ainda, “Minha Nossa Senhora, o que deseja dos nossos sacerdotes?”. Ela respondeu: “Que o povo reze e creia verdadeiramente” e, a respeito dos sacerdotes, respondeu que eles devem crer verdadeiramente e ajudar também aos outros a crerem. Naquele dia, a Virgem veio e foi embora várias vezes. Em certa ocasião, os jovens lhe perguntaram por que não se manifestava na Igreja Paroquial onde todos poderiam vê-la. Mas Ela respondeu: “Bem-aventurados aqueles que acreditam sem ver”.

Ainda que o dia tenha sido pesado e as pessoas tivessem lhes importunado com muitas perguntas, os jovens se sentiam como no Paraíso.



O sexto dia
No dia 29 de junho de 1981, os jovens foram conduzidos a Mostar para uma visita médica e, depois dos exames, foram declarados sãos. A médica responsável declarou o seguinte: “Os loucos não são os jovens, mas aqueles que os trouxeram aqui”.

Naquele dia, sobre o monte das aparições, a multidão era mais numerosa do que nunca. Quando os jovens chegaram ao lugar de costume e iniciaram a rezar, a Virgem apareceu a eles imediatamente. Naquela ocasião, Ela convidou todos a acreditar: “Que o povo possa acreditar verdadeiramente e não temer nada”.

Naquele mesmo dia, também a doutora — que havia acompanhado os jovens e lhes havia observado no momento das aparições —, sentiu o desejo de tocar Nossa Senhora. Os jovens guiaram a mão da doutora até onde estava o ombro de Nossa Senhora. A doutora sentiu como que um calafrio (estremecimento). E ela, que não era crente, atestou logo em seguida: “Aqui existe algo de extraordinário!”.

Naquele mesmo dia, através de Nossa Senhora, um menino foi curado prodigiosamente; Danijel Šetka, que os seus pais tinham conduzido ali pedindo para que fosse curado. Ela prometeu isso, com a condição que os pais rezassem, jejuassem, e acreditassem realmente. Então, naquele momento o menino ficou curado.

O sétimo dia
No dia 30 de junho de 1981, duas jovens convidaram os videntes a fazer um passeio de carro. Na realidade, o objetivo delas era levá-los para longe do lugar das aparições e distraí-los até que tivesse transcorrido o horário das aparições. Todavia, mesmo com os jovens longe do Podbrdo, no momento exato das aparições, como que se tivessem tido uma moção interior, pediram para descer do carro. Desceram e rezaram, e a Virgem da colina das aparições, há muitos quilômetros de distância, veio ao encontro deles e recitou com eles sete Pai-Nosso... . Assim, a emboscada daquelas jovens não teve sucesso. Logo depois, a polícia começou a proibir o acesso dos jovens e da multidão ao Podbrdo, o lugar das aparições. Aos jovens, e sucessivamente nem mesmo à multidão, foi consentido dirigir-se àquele lugar. Mas, a Virgem continuava a aparecer a eles em lugares secretos, em suas casas, no campo. Os jovens já confiantes, falavam abertamente com a Virgem e escutavam com prazer os seus conselhos, advertências e mensagens. Tudo isso prosseguiu até o dia 15 de janeiro de 1982.
desde então as aparições continuam todos os dias até hoje e Nossa Senhora segue transmitindo mensagens para o mundo todo, sobretudo nos dias 25 de cada mês.




MENSAGENS DE NOSSA SENHORA EM MEDJUGORJE


1 de março de 1984
"Escolhi especialmente esta Paróquia e é Meu desejo guiá-la. Protejo-a com amor e desejo que todos vocês sejam Meus. Obrigada por terem vindo até aqui nesta tarde. Desejo que vocês se tornem sempre mais numerosos, em Minha companhia e na do Meu Filho. Em todas as quintas-feiras darei uma Mensagem particular para vocês."

8 de março de 1984
"Queridos filhos, obrigada por vocês terem escutado o Meu convite! Queridos filhos, convertam-se, vocês da Paróquia: é este o Meu segundo desejo. Assim, vocês ajudarão todos aqueles que aqui vierem, a se converter. "

15 de março de 1984
Também nesta tarde, queridos filhos, estou particularmente reconhecida a vocês por terem vindo até aqui. Adorem, sem interrupção, o Santíssimo Sacramento do altar. Eu estou sempre presente quando os fiéis estão em adoração. Nesse momento são alcançadas graças particulares.

22 de março de 1984
"Nesta tarde convido vocês, de modo especial, para honrar as chagas que o Meu Filho recebeu pelos pecados desta Paróquia. Unam-se à Minha oração pela Paróquia para que as chagas Lhe sejam suportáveis."

29 de março de 1984
"Desejo, em particular, convidar vocês, nesta tarde, para serem perseverantes nas provações. Considerem o quanto o Onipotente ainda hoje sofre por causa de seus pecados. Por este motivo, quando vierem os sofrimentos, ofereçam-nos em sacrifício a Deus."

5 de abril de 1984
"Nesta tarde peço a vocês, de modo especial, para honrar o Coração do Meu Filho Jesus. Peçam perdão pela ferida infringida ao Coração de Meu Filho. Esse coração foi machucado por cada pecado grave."

12 de abril de 1984
"Hoje peço a vocês para terminarem com as críticas e para rezarem pela unidade da Paróquia, pois Eu e Meu Filho temos um projeto especial para esta Paróquia. "

19 de abril de 1984
"Tomem parte nos Meus sentimentos! Rezem, rezem, rezem!"

10 de maio de 1984
"Eu falo com vocês e desejo continuar a falar-vos. Vocês, porém; procurem escutar os Meus conselhos!"

17 de maio de 1984
"Hoje estou muito feliz, porque são tantos os que desejam consagrar-se a Mim. agradeço a vocês! Não se deixem

24 de maio de 1984
"Já disse a vocês que os escolhi de maneira especial, da forma como vocês são. Eu sou a Mãe de vocês, que muito os ama. Nos seus momentos difíceis, não tenham medo, porque Eu amo vocês mesmo quando estão longe de Mim e do Meu Filho. Peço a vocês não permitirem que o Meu Coração chore lágrimas de sangue pelas almas que se perdem no pecado. Por esse motivo, queridos filhos, rezem, rezem, rezem!"

2 de junho de 1984
"Nesta tarde desejo dizer-vos que durante esta novena (de Pentecostes) vocês devem rezar para que o Espírito Santo desça sobre as suas famílias e sobre a sua Paróquia. Rezem! Vocês não se arrependerão! Deus dará a vocês os dons com os quais vocês O glorificarão até o término de sua vida terrena."

9 de junho de 1984
"Amanhã à tarde (na festa de Pentecostes) rezem para receber o Espírito da Verdade. Particularmente vocês da Paróquia, porque, para vocês, é necessário possuir o Espírito da Verdade, de modo que vocês possam transmitir as Mensagens corretamente, sem as acrescentar ou tirar qualquer coisa: assim como Eu as dou para vocês. Rezem para que o Espírito Santo inspire a vocês o espírito de oração, para que vocês rezem mais. Eu, que sou a sua Mãe, percebo que vocês rezam pouco. "

21 de junho de 1984
"Rezem, rezem, rezem! "

5 de julho de 1984
"Hoje desejo dizer a vocês para rezar antes de cada trabalho e terminá-lo com a oração. Se fizerem assim, Deus abençoará vocês e o seu trabalho. Nestes dias vocês têm rezado pouco e trabalhado muito. Então, rezem! Na oração encontrarão repouso."

12 de julho de 1984
"Nestes dias Satanás está procurando colocar obstáculos para impedir os Meus projetos. Orem para que não se realize o seu intento. Eu pedirei ao Meu Filho Jesus que conceda a vocês a graça de experimentar - nas provações causadas por Satanás - a vitória de Jesus."

19 de julho de 1984
"Nestes dias vocês puderam perceber o quanto Satanás se encontra ativo. Estou sempre com vocês; não tenham medo das provações, porque Deus vela sempre sobre vocês. E Eu Me dou a vocês e estou ao seu lado mesmo na menor das provações. "

26 de julho de 1984
Também hoje desejo convidar vocês à oração constante e à penitência. Em especial, a juventude desta Paróquia seja mais ativa nas próprias orações.

11 de agosto de 1984
"Rezem, porque Satanás persiste em querer destruir os Meus planos. Rezem com o co-ração e, na oração, ofereçam-se, vocês mesmos, a Jesus."

12 de agosto de 1984
"Hoje estou contente e agradeço a vocês as orações. Nos próximos dias rezem ainda mais pela conversão dos pecadores."

14 de agosto de 1984
"Gostaria de que as pessoas, no dia de hoje, rezassem Comigo. E que rezem o máximo possível! Que, além disso, jejuem nas quartas-feiras e nas sextas-feiras; que, todos os dias, recitem pelo menos o rosário: os Mistérios: Gozosos, Dolorosos e Gloriosos. "

16 de agosto de 1984
"Peço-vos, especialmente a vocês da Paróquia, para viverem as Minhas Mensagens e para transmiti-las aos outros, a qualquer pessoa que encontrarem."

23 de agosto de 1984
"Rezem, rezem, rezem!"

30 de agosto de 1984
"Também a Cruz (do Monte Krizevac) fazia parte dos desígnios de Deus, quando vocês a construíram. Particularmente neste dia, subam o monte e rezem diante da Cruz. Preciso da oração de vocês."

6 de setembro de 1984
"Sem oração não existe paz. Por isso, recomendo a vocês, queridos filhos, rezarem pela paz, diante da Cruz."

13 de setembro de 1984
"As suas orações Me são ainda necessárias. Vocês se perguntam: 'por que tanta oração?'. Olhem à sua volta, queridos fiIhos, e vocês verão quanto é grande o pecado que domina este mundo: Por isso rezem, para que Jesus triunfe. Obrigada por terdes respondido ao Meu chamado"

20 de setembro de 1984
"Hoje convido vocês para começarem a jejuar com o coração. Existem muitas pessoas que jejuam, mas fazem isto porque vêem os outros fazer. Tornou-se um hábito, que ninguém gostaria de interromper. Peço à Paróquia para jejuar em agradecimento, porque Deus permitiu-Me permanecer, assim por tanto tempo nesta Paróquia. Queridos filhos, jejuem e rezem com o coração!"

27 de setembro de 1984
"Vocês Me têm ajudado com a sua oração a realizar os Meus planos. Continuem a rezar para que esses planos se realizem plenamente. Peço às famílias desta Paróquia para recitarem o rosário em família."

4 de outubro de 1984
"Hoje desejo dizer a vocês que, freqüentemente, vocês Me fazem feliz com a sua oração; mas são muitos, também aqui na Paróquia, os que não rezam, e o Meu coração se entristece. Por isso, rezem, a fim de que Eu possa apresentar ao Senhor todos os seus sacrifícios e as suas orações."​

11 de outubro de 1984
"Obrigada, porque vocês ofereceram ao Senhor toda a sua luta, mesmo agora, quando Ele prova vocês com a má colheita que tiveram. Fiquem sabendo, queridos filhos, que Ele ama vocês e por esse motivo submete-os à prova. Continuem a oferecer todos os seus sacrifícios ao Senhor, e não se preocupem."

18 de outubro de 1984
"Hoje Eu convido vocês para lerem todos os dias a Bíblia, em suas casas: coloquem-na em lugar bem visível, para que sempre os estimule a lê-la e a rezar."

25 de outubro de 1984
"Rezem neste mês! Deus me concede, a cada dia, o poder para ajudar vocês com graças que os defendam do mal. Este é o Meu mês! Eu quero dá-lo a vocês. Vocês somente rezem, e Deus lhes concederá as graças que vocês procuram. Eu os ajudarei nisto."

1 de novembro de 1984
"Hoje Eu os convido a restabelecerem a oração nas suas casas. Os trabalhos, no campo, estão terminados. Agora, dediquem-se à oração. Que a oração passe a ocupar o primeiro lugar em suas famílias."

8 de novembro de 1984
"Vocês não percebem as Mensagens que Deus vos manda por Meu intermédio. Ele vos concede graças, mas vocês não entendem. Rezem ao Espírito Santo, para que os ilumine. Se vocês soubessem quantas graças Deus vos concede, rezariam sem interrupção."

15 de novembro de 1984
"Vocês são um povo eleito, e Deus vos concedeu graças. Vocês não estão conscientes dos frutos das Mensagens que Eu vos dou. Agora desejo dizer a vocês somente isto: 'Rezem, rezem, rezem!' Não sei que outra coisa dizer-vos, porque Eu amo vocês e desejo que, na oração, vocês conheçam o Meu amor e o amor de Deus."

22 de novembro de 1984
"Nestes dias, esforcem-se para viver as Mensagens principais e plantem-nas em seus corações até a próxima quinta-feira."

29 de novembro de 1984
"Não, vocês não sabem amar e não sabem escutar com amor a palavra que Eu vos dirijo. Fiquem cientes, Meus diletos, de que Eu sou a sua Mãezinha e que vim à Terra para ensiná-los a escutar (Deus) por amor, a rezar por amor e não por estarem coagidos pela cruz que vocês carregam. Através da cruz Deus é glorificado por qualquer pessoa. "

6 de dezembro de 1984
"Nestes dias (do Advento) Eu os convido à oração em família. Por diversas vezes Eu vos transmiti as Mensagens, em nome de Deus, mas vocês não Me escutaram. O próximo Natal será inesquecível para vocês, contanto que vocês acolham as Mensagens que Eu vos dou. Queridos filhos, não permitam que aquele dia de alegria venha a se transformar, para Mim, o mais triste dia. "

13 de dezembro de 1984
"Vocês sabem que se avizinha o tempo da alegria (o Natal), mas sem amor nada conseguirão. Por isso, antes de tudo comecem a amar a sua família, a amarem-se, na Paróquia, entre si, e depois vocês poderão amar e acolher todos aqueles que vêm até aqui. Esta semana seja, para vocês, a semana na qual vocês deverão aprender a amar."

20 de dezembro de 1984
"Hoje Eu os convido a realizarem qualquer coisa de concreto por Jesus Cristo. Desejo que cada família da Paróquia, em sinal de abandono a Jesus, traga uma flor no dia da alegria (o Natal). Desejo que cada membro da família tenha uma flor ao lado do Presépio, a fim de que Jesus possa vir e ver o abandono de vocês a Ele. "

21 de dezembro de 1984
"Desejo que vocês sejam como uma flor que floresce no Natal por Jesus, uma flor que não cesse de florir quando findar o Natal. Desejo que os corações de vocês estejam como os dos pastores (de Belém) diante de Jesus."

27 de dezembro de 1984
"No curso destas festas de Natal, Satanás tentou, de modo especial, dificultar os planos de Deus. Vocês, queridos filhos, no próprio dia do Natal, reconheceram Satanás. Mas Deus dominou o coração de lodos vocês. Os seus corações continuam a viver na alegria."


EM BREVE MAIS MENSAGENS

Nenhum comentário:

Postar um comentário