quarta-feira, 20 de março de 2019

MENSAGENS DE JESUS AO PADRE PIO SOBRE OS TRÊS DIAS DE TREVAS



Da tradução de uma cópia de uma carta pessoal escrita pelo Padre Pio dirigida à Comissão de Heroldsbach, nomeada pelo Vaticano, que atesta a verdade e a realidade dessas revelações sobre os Três Dias de Trevas feitas por Nosso Senhor ao Padre Pio, um santo sacerdote capuchinho com estigmas.

MENSAGENS DE JESUS AO PADRE PIO

28 DE JANEIRO DE 1950
Mantenha suas janelas bem cobertas. Não olhe para fora. Acenda uma vela benta, o que bastará por muitos dias. Reze o Rosário. Leia livros espirituais. Faça atos de comunhão espiritual, também atos de amor, que são tão agradáveis ​​para Nós. Ore com os braços estendidos, ou prostre-se no chão, para que muitas almas possam ser salvas. Não saia de  casa. Guarde alimentos antes o  suficiente. Os poderes da natureza serão movidos e uma chuva de fogo fará tremer as pessoas de  medo. Tenha coragem! Estou no meio de vós..
 Imagem relacionada

7 de fevereiro de 1950
Cuide dos animais durante estes dias. Eu sou o Criador e Preservador de todos os animais, bem como do homem. Devo dar-lhe alguns sinais de antemão, altura em que você deverá colocar mais comida para deles. Vou preservar a propriedade dos eleitos, incluindo os animais, pois eles também precisarão de um sustento. Não deixe ninguém atravessar o quintal, mesmo para alimentar os animais – aquele que sair perecerá! Cubra suas janelas cuidadosamente. Meus eleitos não verão a Minha ira. Tenha confiança em Mim, e eu serei sua proteção. Sua confiança me obriga a ajudar. A  hora da Minha Vinda está próxima! Mas vou mostrar misericórdia. Um castigo terrível será testemunho dos tempos. Meus anjos, que devem ser os carrascos deste trabalho, estão prontos com suas espadas pontudas! Eles terão especial cuidado em aniquilar todos aqueles que zombaram de Mim e não acreditaram em Minhas revelações.
Furacões de fogo se derramarão das nuvens e se espalharão por toda a terra! Tempestades, mau tempo, raios e terremotos irão cobrir a Terra por dois dias. Uma chuva ininterrupta de fogo ocorrerá! Começará durante uma noite muito fria. Tudo isso é para provar que Deus é o Mestre da Criação. Aqueles que esperam em Mim, e acreditam nas minhas palavras, não tem nada a temer porque não os abandonarei, nem as que divulgam a Minha mensagem. Nenhum mal virá para aqueles que estão no estado de graça e que procuram a proteção da minha mãe.
Para que você esteja preparado para essas visitas, eu lhe darei os seguintes sinais e instruções: A noite ficará muito fria. O vento rugirá. Depois de um tempo, os raios serão ouvidos. Bloqueie todas as portas e janelas. Não fale com ninguém fora da casa. Ajoelhe-se diante de um crucifixo, lamente os seus pecados e implore a proteção da Minha Mãe. Não olhe durante o terremoto, porque a ira de Deus é santa! Jesus não quer que vejamos a ira de Deus, porque a raiva de Deus deve ser contemplada com medo e tremor.
Aqueles que ignoram esse conselho serão mortos instantaneamente. O vento carregará gases venenosos que serão difundidos em toda a terra. Aqueles que sofrem e morrem inocentemente serão mártires e estarão comigo no Meu Reino.
Satanás triunfará! Mas depois de três noites, o terremoto e o fogo cessarão. No dia seguinte, o sol brilhará de novo. Os anjos descerão do céu e espalharão o espírito de paz sobre a terra. Terão um sentimento de gratidão inconcebível aqueles que sobreviverem a essa terrível provação – o castigo iminente – com o qual Deus visitou a Terra desde a criação.
Também escolhi almas em outros países, como a Bélgica, a Suíça, Espanha, que receberam essas revelações para que outros países também possam estar preparados. Reze muito durante este Ano santo de 1950. Reze o Rosário, mas reze bem, para que suas orações possam chegar ao Céu. Em breve, uma catástrofe mais terrível virá sobre o mundo inteiro, como nunca antes foi testemunhado, um castigo terrível nunca antes experimentado! A guerra de 1950 deve ser a introdução a estas coisas que logo aparecerá sobre eles, ao contrário de todas as expectativas. Quão indiferentes eles estão se preparando para esses acontecimentos inéditos, através dos quais eles terão que passar tão brevemente!
O peso do equilíbrio divino alcançou a terra! A ira de meu Pai será derramada sobre todo o mundo! Estou novamente alertando o mundo através de você, como muitas vezes fiz até agora.
Os pecados dos homens se multiplicaram além da medida: Irreverência na Igreja, orgulho pecaminoso cometido em atividades religiosas simuladas, falta de verdadeiro amor fraternal, indecência no vestir, especialmente nas estações de verão … O mundo está cheio de iniqüidade.
Esta catástrofe virá sobre a terra como um relâmpago e no momento que a luz do meio dia do sol será substituída pela escuridão negra! Ninguém deve sair da casa ou olhar por uma janela a partir desse momento. Eu mesmo irei em meio ao trovão e ao relâmpago. Os ímpios verão o Meu Divino Coração. Haverá grande confusão por causa de trevas absolutas em que toda a terra se envolverá, e muitos, muitos morrerão de medo e desespero. Aqueles que lutarão pela Minha causa receberão a graça do Meu Divino Coração; e o grito: “QUEM É COMO DEUS!” servirá como meio de proteção para muitos. No entanto, muitos devem queimar nos campos abertos como capim úmido! Os ímpios serão aniquilados, para que, depois, os justos possam voltar a ficar. No dia, assim que a escuridão completa se estabelecer, ninguém deve sair da casa ou olhar por fora da janela. A escuridão durará um dia e uma noite, seguida por outro dia e uma noite, e outro dia – mas na noite seguinte, as estrelas resplandecerão novamente, e na manhã seguinte o sol ressuscitará, e será PRIMAVERA!!! Nos dias de Trevas, os meus eleitos não devem dormir, assim como os discípulos no Jardim das Oliveiras. Eles, devem orar incessantemente, e não ficarão decepcionados Comigo. Eu reunirei os meus eleitos. O inferno acreditará estar em posse de toda a terra, mas eu a resgatarei! Você talvez pense que eu permitiria que meu Pai tenha tais castigos terríveis sobre o mundo, se o mundo passasse da iniqüidade para a justiça ? Mas por causa do meu grande amor, essas aflições serão permitidas para vir sobre o homem. Embora muitos me amaldiçoem, milhares de almas serão salvos por meio deles. Nenhuma compreensão humana pode entender a profundidade do Meu amor! Ore! Ore! Desejo suas orações. Minha Querida Mãe Maria, São José, Santa Isabel, São Conrado, São Miguel, São Pedro, Santa Teresinha, seus santos anjos, serão seus intercessores. Implore sua ajuda! Seja valentes soldados de Cristo! Ao retornar da luz, que todos dêem graças à Santíssima Trindade pela sua Proteção! A devastação deve ser muito grande! Mas eu, seu Deus, terei purificado a terra. Estou com você. Tenha confiança!
7 DE ABRIL DE 1913
O Padre Pio de Pietrelcina escreve a seu confessor, Padre Agostinho, em 7 de abril de 1913. Nesse sofrido escrito o santo descreve uma aparição de Cristo agonizante devido ao comportamento dos sacerdotes indignos.
“Na sexta-feira de manhã eu me encontrava ainda na cama, quando Jesus me apareceu. Estava todo maltratado e desfigurado. Ele me mostrou uma grande multidão de sacerdotes regulares e seculares, entre os quais diversos dignitários eclesiásticos; destes, alguns estavam celebrando, outros se desviando, e outros se despindo das vestes sagradas.
“A visão de Jesus angustiado causava-me muita pena, por isso quis Lhe perguntar por que sofria tanto. Não obtive nenhuma resposta. Contudo, seu olhar se dirigiu para aqueles sacerdotes; mas pouco depois, quase horrorizado e como se fosse parar de fitar, retirou o olhar e, quando o voltou para mim, observei com grande horror duas lágrimas que Lhe sulcavam o rosto. Distanciou-se daquela turba de sacerdotes com uma grande expressão de desgosto na face, gritando: ‘Açougueiros!’
“E voltando-se para mim, disse: ‘Meu filho, não acredites que minha agonia foi de três horas, não; Eu estarei, por causa das almas mais beneficiadas, em agonia até o fim do mundo. Durante o tempo da minha agonia, meu filho, não se deve dormir.
“‘Minha alma vai em busca de algumas gotas de compaixão humana, mas infelizmente me deixam sozinho sob o peso da indiferença. A ingratidão e o sono de meus ministros tornam minha agonia mais pesada. Oh, como correspondem mal ao meu amor! O que mais me aflige é que à indiferença essas pessoas juntam o desprezo, a incredulidade.
“‘Quantas vezes Eu estive para fulminá-los, se não tivesse sido contido pelos anjos e pelas almas enamoradas de Mim… Escreve ao teu confessor e narra-lhe o que viste e ouviste de Mim esta manhã. Diz-lhe que mostre a tua carta ao Provincial …’. Jesus ainda continuou, mas o que Ele disse não posso jamais revelar a criatura alguma neste mundo. Essa aparição me causou uma tal dor no corpo, mas ainda mais na alma, que durante todo o dia fiquei prostrado e julguei que fosse morrer, se o dulcíssimo Jesus já não me tivesse revelado… Jesus infelizmente tem razão para lamentar de nossa ingratidão! Quantos desgraçados de nossos irmãos correspondem ao amor de Jesus lançando-se de braços abertos na seita infame da maçonaria!
 (Padre Pio da Pietrelcina, Epistolario I, por Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni, San Giovanni Rotondo 2004, pp. 350 e ss., carta no. 123).



Nenhum comentário:

Postar um comentário