segunda-feira, 3 de maio de 2021

SANTA VERONICA GIULIANI




Instruída pelos ensinamentos franciscanos, Santa Verônica teve aquele mesmo desejo do pai seráfico: sentir no corpo e na alma, tanto quanto lhe fosse possível, aquele mesmo amor e aquela mesma dor que Jesus experimentou em sua Paixão. Recordando o dia 05 de abril de 1697, ela escreveu em seu Diário:

“De repente eu vi sair de suas chagas cinco raios resplandecentes que chegaram até a mim, pareciam pequenas chamas de fogo. Em quatros deles havia os cravos, no quinto uma lança de ouro toda em brasa que transpassou o meu coração enquanto os demais se cravavam nas mãos e nos pés”.


Em seu Diário ela escreveu e desenhou como era o seu coração. De fato, pela autópsia foi revelado o que já tinha sido afirmado por ela. No coração da santa foram encontrados misteriosos desenhos dos instrumentos da Paixão do Senhor: cruz, lança, martelo, cravos, açoites, coluna da flagelação, etc.
Seu amor para com a Virgem Maria sempre foi de muita profundidade, mas a partir de 1700 essa sua singular relação para com a Mãe de Deus se intensifica cada vez mais. No seu Diário ela descreve experiências fortíssimas a esse respeito. No dia 21 de novembro de 1708 ela se oferece totalmente à Virgem declarando-se sua criada. Verônica escreve no seu Diário que em uma espécie de visão provou de dois cálices: um cálice continha o sangue de Cristo e o outro continha as lágrimas da Mãe de Jesus.

FILME DE SANTA VERÔNICA:


Nenhum comentário:

Postar um comentário