segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

NOSSA SENHORA DE HRUSHIV - UCRÂNIA

A primeira aparição ocorreu duas semanas antes da Primeira Guerra Mundial, em 12 de maio de 1914, na vila de Hrushiv. Vinte e duas pessoas, que estavam cortando campos perto da igreja local da Santíssima Trindade, testemunharam uma aparição da Virgem Maria. Ela lhes disse: “Haverá uma guerra. A Rússia se tornará um país sem Deus. A Ucrânia, como nação, sofrerá terrivelmente por oitenta anos – e terá que sobreviver às guerras mundiais, mas estará livre depois.” Pessoas de toda a área se reuniram para ver a aparição – que durou até o dia seguinte.

O povo de Hrushiv havia plantado um salgueiro-chorão no local há muitos anos, comemorando uma aparição da Mãe Santíssima cerca de 350 anos antes. Mais tarde, uma fonte apareceu de repente debaixo da árvore. Durante a grave epidemia de cólera de 1855, uma pessoa local sonhou que a Virgem havia instruído os moradores a limpar e recuperar a antiga fonte e realizar a missa.  Nenhuma morte por cólera foi relatada depois.

Então, em 26 de abril de 1987, setenta e três anos depois de 1914 e exatamente um ano após o desastre do reator nuclear de Chernobyl, uma luz brilhante cobriu esta igreja da Santíssima Trindade e os arredores. Um programa de televisão até registrou parte desse fenômeno de luz. De dentro desse “impressionante deslumbramento prateado” sobre a igreja, a Virgem Maria apareceu e flutuou sobre a cúpula da igreja.

Ela apareceu pela primeira vez para Marina Kizyn, de 12 anos, que imediatamente ligou para sua mãe e alguns vizinhos – que então vieram, e todos a viram lá também. Logo, centenas e depois milhares vieram de toda a Rússia para ver as aparições que continuaram todos os dias até 15 de agosto de 1987.  Estima-se que um total de 500.000 pessoas a viram quando essas aparições terminaram. Na maioria dos dias, a multidão pode atingir de 45.000 a 70.000 pessoas ao mesmo tempo. Nem a milícia soviética nem a KGB podiam começar a administrar as multidões. A Virgem Maria foi vista até pelos agentes da KGB! Muitos padres (de igrejas católicas clandestinas) vieram e forneceram até dez missas sagradas por dia em frente à igreja. Muitas mensagens foram documentadas:

“Vim de propósito para agradecer ao povo ucraniano porque você sofreu mais pela igreja de Cristo nos últimos 70 anos. Eu vim para consolá-lo e dizer-lhe que seu sofrimento logo chegará ao fim. A Ucrânia se tornará um estado independente.”

“Ensine as crianças a rezar. Ensine-os a viver na verdade e a viver na verdade. Reze o Rosário. É a arma contra Satanás. Ele teme o Rosário. Recite o Rosário em qualquer reunião de pessoas.”

“Eu vim para consolá-lo e dizer-lhe que seu sofrimento terminará em breve. Eu os protegerei para a glória e o futuro do reino de Deus na terra, que durará mil anos. O Reino dos Céus e da Terra está próximo. Ela virá somente através da penitência e do arrependimento dos pecados.”

“O Deus Eterno está chamando você. É por isso que eu fui enviado a você. Você na Ucrânia foi a primeira nação a ser confiada a mim. (O governante Yaroslav, o Sábio, dedicou a Ucrânia à Santíssima Mãe de Deus no ano de 1037.) Ao longo de sua longa perseguição, você não perdeu a fé, a esperança ou o amor. Sempre rezo por vocês, meus queridos filhos, onde quer que estejam”.

Nossa Senhora previu que a Ucrânia “sofreria terrivelmente por oitenta anos” antes de conquistar a independência. A Ucrânia teve sua declaração de independência ratificada em Kiev em 24 de agosto de 1991 – cerca de 77 anos após a previsão de Maria Santíssima em 1914!

A Ucrânia sofreu sob o terror da KGB por quase 80 anos e a independência veio em 24 de agosto de 1991.

A segunda aparição ocorreu em 1987 com Maria Kyzin, de 12 anos, também em Hrushiv.

Como a profecia de 1914 foi cumprida, o canadense Pe. Mark Goring, explicou que a Igreja Católica leva a sério as supostas aparições de 1987.

Nossa Senhora apareceu em 27 de abril de 1987, exatamente um ano após o desastre de Chernobyl. Aproximadamente 500 mil pessoas testemunharam essas aparições, incluindo soldados da KGB.

“Eu vim para consolar-vos e dizer-lhe que seu sofrimento logo chegará ao fim. A Ucrânia se tornará um estado independente.”

“Não se esqueça daqueles que morreram no desastre de Chernobyl. Chernobyl é um lembrete e um sinal para o mundo inteiro.”

“Perdoem seus inimigos. Através de vocês e do sangue dos mártires virá a conversão da Rússia. Arrependam-se e amem uns aos outros. Estão chegando os tempos que foram preditos como os do fim dos tempos.”

Em seguida, continua a profecia da Virgem: “Olhem para a desolação que circunda o mundo… o pecado, a preguiça, o genocídio. Rezem pela Rússia. A opressão e as guerras continuam a ocupar as mentes e os corações de muitas pessoas. A Rússia, apesar de tudo, continua negando meu Filho. A Rússia rejeita a vida real e continua a viver na escuridão. Se não houver retorno ao cristianismo na Rússia, haverá uma Terceira Guerra Mundial; o mundo inteiro enfrentará a ruína.”

“Ensinem as crianças a rezar. Ensine-os a viver na verdade e você viverá na verdade. Rezem o Rosário. É a arma contra Satanás. Ele teme o Rosário. Rezem o Rosário em qualquer reunião de pessoas.”

Rezemos pela paz no mundo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário